Reuters
Reuters

Sherlock Holmes volta às livrarias em outubro

Novo romance de Anthony Horowitz sobre o famoso detetive tem, novamente, a aprovação dos herdeiros de Sir Arthur Conan Doyle

EFE

11 de abril de 2014 | 11h53

Os mistérios do célebre detetive Sherlock Holmes já tem data para voltar às prateleiras, ao menos as britânicas: 23 de outubro. Anthony Horowitz, autor da série Alex Rider, obteve nova autorização dos herdeiros de Arthur Conan Doyle, escritor original de Sherlock Holmes, e vai publicar um romance que conta o que teria acontecido após a queda do detetive nas cataratas de Reichenbach.

O livro começa questionando a "veracidade" do que aconteceu nas cataratas. O episódio está narrado no conto O Problema Final, que Conan Doyle publicou em 1893 numa tentativa de matar Holmes, personagem a quem estava se dedicando há seis anos. Porém, após uma mobilização de leitores, o autor voltou a escrever histórias do detetive. 

Em Moriarty, o novo romance de Horowitz, devem aparecer "quase todos os policiais que trabalharam com Holmes, incluindo o inspetor Lestrade, seu braço direito na Scotland Yard", conforme adiantou o autor pelo Twitter. A história deve se passar em 1891 e Sherlock Holmes deve aparecer apenas no final do livro, disse o autor, ainda numa série de tweets.

Em 2011, Horowitz publicou a primeira história autorizada pelo "Conan Doyle Estate", organização dirigida pelos herdeiros de Conan Doyle que gerencia os direitos sobre as obras do autor britânico. No Brasil, o romance A Casa da Seda (The House of Silk), foi publicado 2012 pela Editora Zahar. 

Tudo o que sabemos sobre:
Sherlock HolmesAnthony Horowitz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.