David Zalubowski/AP
David Zalubowski/AP

Sheen deve cumprir pena trabalhando com grupo de teatro

Ator deverá cumprir uma pena de 30 dias de prisão e passar três meses em liberdade condicional

07 de junho de 2010 | 15h19

ASPEN, Colorado, EUA (AP) - Charlie Sheen deve se declarar culpado da acusação de agressão no caso de violência doméstica em que está envolvido e cumprir pena ensaiando atores de uma companhia de teatro local de acordo com a sentença de 30 dias de prisão. A informação foi dada nesta segunda, 7, pelo advogado de sua esposa. Segundo o site TMZ, o ator vai começar amanhã a dar aulas de interpretação no Theatre Aspen das 8h às 20h, trabalhando nas peças "Same Time Next Year", "The Wonderettes" e "Three Little Pigs".

 

Veja também:

link As acusações formais feitas a Charlie Sheen

 

Em troca, os promotores retirariam outras acusações que pesam sobre ele após uma briga que teve com a esposa Brooke Mueller no dia de Natal em uma casa em Aspen, onde passavam férias, informou o advogado Yale Galanter.  O ator foi acusado formalmente por três crimes: ameaça, resultante da agressão contra sua esposa, lesão corporal em terceiro grau e perturbação criminal.

 

Galanter afirmou que, segundo o acordo, Sheen cumprirá uma pena de 30 dias de prisão e passará três meses em liberdade condicional. Enquanto estiver atrás das grades, disse que Sheen poderá sair durante o dia para trabalhar em uma companhia de teatro local.

 

O astro da popular série da SBC "Two and a Half Men!" se declarou inocente das acusações que lhe foram atribuídas. Algumas equivalem a uma pena de até três anos de prisão. Sheen anunciou no mês passado que voltará à série "Two and a Half Men" por mais duas temporadas.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Charlie Sheen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.