Sexo é novo tema de Paulo Coelho

Quando voltar de sua temporada de férias na Europa, depois do carnaval, Paulo Coelho, eleito membro da Academia Brasileira de Letras no ano passado, se encontrará suficientemente "meditado" para encarar a exaustiva gincana do que promete ser o maior lançamento da história do mercado editorial brasileiro. Em abril, em data ainda não definida, será publicado Onze Minutos, novo livro do escritor. Fala-se em uma tiragem recorde de mais de 200 mil exemplares, número não confirmado pela Rocco, editora para a qual Paulo Coelho voltou depois de uma temporada na Objetiva, que pagou, em 1996, R$ 1 milhão de adiantamento por seu passe. Sobre Onze Minutos, por enquanto, o que se sabe é que se trata da história de uma prostituta brasileira e se passa em Genebra. O título, segundo o autor, se refere à duração média de uma relação sexual. Cenas de sexo, a propósito, serão contadas em detalhes. Mas engana-se quem pensa que Paulo Coelho abandonou seu lado místico e se voltou para o mundano. Nas palavras dele, Onze Minutos "vai ter muito sexo mesmo, sexo sagrado."

Agencia Estado,

20 de fevereiro de 2003 | 14h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.