Sexo e biologia

Os americanos (quem mais?) estão fazendo um estudo sobre a química e a biologia do amor e do sexo. O colunista David Brooks, que escreve no New York Times, destacou alguns resultados surpreendentes da pesquisa. Descobriram, por exemplo, que quando se torna pai o homem perde um pouco do seu impulso sexual. Não é a mãe que alega as consequências do parto ou as obrigações com o recém-nascido para não querer sexo - é o pai. O fenômeno teria alguma coisa a ver com o efeito do cheiro do bebê no homem, e seria a maneira que a Natureza encontrou de frear sua libido até que a mulher estivesse restabelecida. Outra: quando está ovulando, a mulher se sente sexualmente atraída por homens fortes e rudes. Quando não está ovulando prefere homens agradáveis e sensíveis. O que seria outra sábia intervenção da Natureza, para assegurar a produção de crianças preparadas para os duros embates da vida, mais caçadores e provedores do que poetas. Outra: quando um homem está olhando a fotografia de uma mulher nua, ou qualquer imagem de mulher nua, seu sistema de alarme - reação a ruídos inesperados ou a outros sinais de perigo - diminui. Ou seja, o homem nunca está mais vulnerável do que segurando uma revista Playboy com uma mão só. Não se sabe o que a Natureza quis dizer com isto.

VERISSIMO, O Estado de S.Paulo

23 de março de 2014 | 02h08

***

Ilustrações:

- Bem, acho que já dá.

- O quê?

- Sexo.

- Agora?

-Você não quer?

- Querer eu quero, mas...

- Mas o quê?

- Não sei se vou conseguir.

- Você andou cheirando o bebê de novo!

***

- Carlão...

- Ahn?

-Vamos precisar de você.

- Ah é?

- Larga esses halteres e me escuta.

- Quié?

- A Samira está ovulando.

- A Samira está botando ovo?!

- Não. Ovulando. Está no seu período fértil. E está a fim de você.

- De mim? Pra quê?

- Pra fazer amor com ela.

- Fazer amor?

- Sexo. Nheque-nheque

- Nheque-nheque?

- Só para inseminá-la. Depois ela volta pra mim. Vamos lá, Carlão. Ela está te esperando.

- Mas eu preciso tomar um banho!

- Não. Ela quer você suado assim mesmo.

- E o que você ganha com isso?

- Eu? Um filho do seu tamanho para me cuidar na velhice. Vamos lá que a ovulação não pode esperar.

***

- José Vitor! O que você está fazendo com essa revista?!

- Pô, Marion. Você entra assim sem ... Quase me mata do coração!

- Eu fiz barulho. Você é que não ouviu. Estava aí se, se... Francamente, Zé Vitor. Como um adolescente!

- Marion... É a Nanda Costa, Marion!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.