Setor têxtil deve crescer 5% este ano

O setor têxtil deve ter crescimento anual de aproximadamente 5% nos próximos quatro anos, com destaque para o segmento de roupas masculinas, que pode ter uma expansão de até 8%. Segundo o vice-presidente da Rhodia Poliamida América do Sul, Jean Louis Bourdon, as empresas atentas à tendência já estão desenvolvendo produtos para atender a esse grupo de consumidores. "Se esse mercado continuar crescendo, teremos de investir mais", disse Bourdon. O segmento representa hoje 15% da produção de fios da Rhodia Poliamida. A empresa deve encerrar o ano com aumento de 7% nas vendas no continente. O aumento da importância da opinião masculina na moda é uma das principais constatações do Perfil Psicográfico do Vestuário, um estudo promovido pela Rhodia para avaliar o comportamento dos consumidores na hora de comprar peças do vestuário. "Nossa pesquisa terá grande utilidade para o varejo, que poderá adequar seus produtos para melhor atender ao consumidor", afirmou Bourdon. O levantamento, realizado junto a 950 pessoas, de 14 a 60 anos, de ambos os sexos, das classes A, B, C e D, em São Paulo e no Rio de Janeiro, dividiu a população em sete grupos de compradores de roupas, com características distintas. Essa é a quarta pesquisa desse porte realizada pela Rhodia, sendo que a última edição foi apresentada em 1986. Daquela época até o momento atual, o País passou por uma série de transformações que mudaram o perfil do consumidor brasileiro, explicou Bourdon. Com o Plano Real, o mercado incorporou os consumidores de renda mais baixa, que passaram a fazer parte do universo do estudo.

Agencia Estado,

03 de julho de 2000 | 19h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.