Sesc vira parque de diversão em julho

Você sabia que o papel pode ser reaproveitado até nove vezes? Que existem postos de entrega para o lixo reciclável? E que a Prefeitura de São Paulo recolhe diariamente 14 mil toneladas de lixo doméstico? Na exposição interativa Brincadeiras de Papel, inaugurada em maio no Sesc Belenzinho (R. Álvaro Ramos, 991, 6605-8143, R$ 3,00), as pessoas aprendem isso e muito mais sobre a importância do rico material e seu reaproveitamento. Se você não é uma das 160.600 pessoas que visitaram a exposição, aproveite para conhecer e curtir bons momentos em família durante a temporada de férias.Segundo a coordenadora do projeto, Evelim Lúcia Moraes, estima-se receber até o encerramento, no dia 12, mais 50 mil visitantes. "Elaborada com mais de 30 toneladas de papel, a exposição revela inúmeras possibilidades lúdicas e artísticas de utilização do material, além de estimular ações individuais", afirma. Logo na entrada está a enorme Geringonça, que tritura o papel depois usado pelas crianças para fazer pequenas esculturas ou completar as grandes estruturas em formas de animais. O cenógrafo Beto Paiva assina a criação de um dos ambientes com praça e coreto, parque, carrossel, brinquedos e um vilarejo inspirado nas cidades do interior. Há também a Casa do Leitor criada pelo design de móveis e objetos Nido Campolongo.A cozinheira Aparecida Mariano de Souza, de 30 anos, aproveitou o dia de folga no serviço para levar a filha Jaissa e os sobrinhos Jackson, Lariane e Daiane para conhecerem a exposição. "Valeu a pena, acho que gostei mais do que eles", conta ela, enquanto aprende a fazer um origami sob a orientação da monitora. Para Jaissa, o passeio foi bem diferente e divertido, já que ela passa a maior parte do tempo das férias vendo tevê e brincando em casa. "Nunca vi nada disso na escola. Adorei fazer estas coisinhas (origamis)."Sob a coordenação de um grupo de 114 crianças, de 3 a 5 anos, da Creche Sagrado Coração de Jesus, a professora Valéria Ribeiro disse que a mostra é um excelente complemento para o trabalho que ela está realizando sobre lixo reciclável. "As crianças são ótimas para transmitir o recado. São educadoras ambientais", acredita. Acompanhada das filhas Fabiana, de 20 anos, e Luciana, de 7, a dona de casa Neires de Fátima Hernandes diz que a exposição a incentivou a fazer outros passeios culturais. Para a pequena Luciana, o lugar foi uma descoberta de novas brincadeiras. Já Fabiana, que cursa Letras e leciona para a 2.ª série do ensino fundamental, conheceu novos materiais para usar em seus trabalhos de reciclagem com os alunos.Outras unidades do Sesc também oferecem uma programação especial. A do Ipiranga (tel.: 3340-2000), por exemplo, realiza o projeto gratuito Férias sobre Rodas, em que a criança aprende técnicas, manobras e normas de segurança com os patins. Em Interlagos (tel.: 5662-9536), a garotada pode fazer um delicioso passeio e participar de diversas atividades num belo parque com 500 mil metros quadrados. Já o Sesc Consolação (tel.: 234-3000) promove gratuitamente A Volta ao Mundo em 80 Jogos, que é uma lúdica instalação com jogos de diversas origens e épocas da história.Os destaques não param por aí. Os parques temáticos renovaram suas atrações especialmente para a ocasião. O Parque do Gugu (tel.: 5524-8080), com brinquedos divididos em quatro temas (festival, floresta tropical, velho oeste e high tech), apresenta o espetáculo Brincadeiras do Bumba Meu Boi. No Parque da Mônica (tel.: 3093-7766), a turminha se diverte nos brinquedos baseados nos personagens de Mauricio de Sousa e com a animada peça. Localizado no quilômetro 72,5 da Rodovia dos Bandeirantes, o Hopi Hari (tel.: 3273-2773) realiza este mês a festa Countrypira, com exposições de animais, brincadeiras, rodeios e grupos de dança. Além das novidades e brinquedos imperdíveis, o Hopi Hari também realiza shows com cantores famosos. No sábado será a vez de a dupla Gian e Giovani apresentar-se, às 19h30. No dia 28, sobe ao palco a dupla Chitãozinho e Xororó. Com tantas opções, só fica em casa quem quiser!

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.