Sesc Pompéia exibe o melhor do fotojornalismo

A partir de hoje, 199 imagens feitas por fotógrafos de todo o mundo estarão reunidas na exposição World Press Photo 2005, que será inaugurada à noite para convidados e quinta-feira para o público no Sesc Pompéia. A mostra reúne as fotografias premiadas pela World Press Photo, instituição holandesa, sem fins lucrativos, que realiza um prestigiado concurso de fotojornalismo mundial.Entre as vencedoras, na categoria notícias gerais, está uma foto de Paulo José Francisco Diório - ou J.F. Diório -, da Agência Estado, mostrando um incêndio na favela do Buraco Quente, na zona sul de São Paulo.A mostra ficará em cartaz durante um mês, com entrada gratuita. Dá para saber de prontidão que algumas das imagens são mais do que curiosidades. Alguns dos registros ficarão marcados para sempre como o ataque terrorista checheno a uma escola na Rússia ou os vestígios dos desastres do tsunami no sudoeste asiático.Mas nem só de imagens de horrores e de crueldades se faz a exposição. Como 2004 foi o ano das Olimpíadas na Grécia, há belas imagens desportivas, há também os retratos - desde anônimos a celebridades, como a atriz Charlize Theron, além de imagens de arte e de natureza. No ano passado, também no Sesc Pompéia, a exposição teve uma visitação de 35 mil pessoas. "A partir de uma mostra como essa o visitante pode ter um panorama de como o mundo está agora e, assim, ele começa a pensar sua própria situação", filosofa Martha Batalha, responsável pela produção da mostra. A World Press Photo 2005 também será apresentada em janeiro em Curitiba, no Shopping Estação, e, por enquanto, o Museu de Arte Moderna do Rio já aceitou abrigá-la, mas a produtora, que é carioca, está atrás de patrocínio para realizar a exposição em sua cidade. Este ano, a World Press Photo comemora seu aniversário de 50 anos - em 1955, alguns integrantes da União Holandesa de Fotojornalistas tiveram a idéia de criar uma competição. World Press Photo - Sesc Pompéia. R. Clélia, 93, Pompéia, São Paulo (11) 3871-7700. 9h30/20h30 (dom. e fer., até 19h30; fecha 2.ª). Grátis. Até 14/8. Abertura amanhã, 20h.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.