Sesc chega do outro lado do Rio Tietê

Para variar, para esquentar, para prestigiar... Cada um tem um motivo para freqüentar a Luiz Dumont Villares, ?A? avenida do bairro de Santana, na zona norte. Em um animado quilômetro e meio com mais de 20 bares, casas noturnas e restaurantes, patricinhas, pagodeiros, bairristas e curiosos se misturam para dançar, beber, jantar, rir, paquerar...Com programas que não ficam devendo em nada para os localizados em bairros como Vila Madalena, Pinheiros e Moema, a Avenida Luiz Dumont Villares acaba de ganhar um vizinho à altura: o Sesc Santana (confira detalhes das instalações e da programação nas páginas seguintes). Sua estrutura ousada e fachada colorida combinam direitinho com o clima descontraído que reina nas casas (e até mesmo nas calçadas) da avenida. Tal harmonia ocorre também nas atrações da nova unidade do Sesc. Isso porque tanto a Dumont Villares como o Sesc têm opções para o dia e para noite, para jovens (baladas de um lado, esportes de o outro) e para pessoas mais velhas (pizzarias e concertos de música clássica). Se a escassez, principalmente, de opções culturais era um motivo que fazia os moradores de Santana atravessarem a ponte da Marginal Tietê rumo às zonas sul e oeste, a partir do dia 22 de outubro - data de inauguração do Sesc - ninguém mais vai querer sair do bairro. ?Está tudo pronto para fazer o Boeing levantar vôo.? É assim que o diretor regional do Sesc São Paulo Danilo Santos de Miranda trata da inauguração da nova unidade, em Santana, ?a primeira do outro lado do rio?. ?Queremos que essa decolagem atinja a velocidade de cruzeiro o mais rápido possível.? Para isso, o Sesc Santana abre suas portas no próximo dia 22 com diversas atividades, entre elas um show ao ar livre da sambista Beth Carvalho. ?A escolha da cantora tem a ver com o espírito do bairro, que abriga muitas escolas de samba.? Localizado a cinco minutos da estação do metrô e em uma das principais avenidas da zona norte, a Luiz Dumont Villares, o Sesc Santana pretende atrair de 2.500 a 3 mil pessoas por dia. E, apesar do nome, está oficialmente instalado no Jardim São Paulo. ?Mas Santana é o bairro mais característico da Zona Norte?, explica Miranda. Com 16,5 mil m² de área construída, vai oferecer aos moradores da região um teatro com 349 lugares, quadra poliesportiva, piscina coberta, área de convivência, sala de ginástica, consultórios de odontologia, internet e restaurante - que por lá se chama "comedoria". ?Essa nova unidade traz para a zona norte tudo o que o Sesc realiza nas outras regiões?, garante Miranda. ?Não temos a pretensão de fazer nada luxuoso, mas de fazer o melhor possível.? Sesc Santana. Av. Luis Dumont Villares, 579, Jd. São Paulo, 6971-8700.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.