AMANDA PEROBELLI/ESTADÃO
AMANDA PEROBELLI/ESTADÃO

Sesc Avenida Paulista chega em abril e quer ocupar a rua

Nova unidade tem 17 pavimentos para abrigar atividades esportivas, salas de exposição e espetáculos, clínica odontológica e um mirante com vista panorâmica

Leandro Nunes, O Estado de S.Paulo

14 Abril 2018 | 06h00

Nos últimos anos, a avenida mais cosmopolita da cidade recebeu uma onda de inaugurações de grandes instituições culturais. Ao lado daquelas que já ocupam o local, o Sesc Avenida Paulista prova que esse movimento veio para ficar. 

Com abertura marcada para o dia 29 de abril, a nova unidade localizada no número 119 está rodeada de parceiros da cultura, mas é por dentro que a antiga sede administrativa do Sesc chama a atenção. Contando 17 pavimentos e dois subsolos, há espaços como salas de exposição, tecnologia e artes, espaço para práticas corporais e para crianças, biblioteca, comedoria, café, terraço e um mirante com vista panorâmica. 

O projeto é do escritório Königsberger Vannucchi. “O desafio foi entender esse edifício que já foi um prédio para escritórios e, a partir dele, planejar tudo o que Sesc poderia oferecer”, explicou o arquiteto Gianfranco Vannucchi. Ele explica que o objetivo foi que a unidade estivesse integrada à avenida e não como um ruído na paisagem. “Não queríamos nada que berrasse na avenida”, afirma. “No térreo, por exemplo, estamos cercados por um cubo de vidro transparente e o recuo na calçada permite um respiro em relação à fachada, também transparente.” 

Ao visitar os diversos pavimentos, a impressão é que a cada instante surgem novos pontos de observação, afirma o arquiteto. “É como ter muitos recortes da cidade ao redor. Com cenas particulares, como uma parede cheia de quadros vivos.”

Algumas inovações estão reservadas apenas para a nova unidade. Na parte de práticas esportivas, o usuário poderá acessar os equipamentos de academia por meio de um aplicativo exclusivo do Sesc conectado na rede Wi-Fi e reúne informações como listas de exercícios – estas preparadas individualmente por um instrutor – e a chance de incluir as séries realizadas, além de acompanhar o desempenho do atleta. O aplicativo também oferece outras funcionalidades, algumas apenas disponíveis a partir da inauguração, como um guia interativo sobre a história da Avenida Paulista.

Mas a unidade não quer funcionar sozinha, afirma o diretor do Sesc, Danilo Santos de Miranda. Umas das primeiras ações será a criação de um boulevard, na Rua Leonêncio de Carvalho, em uma parceria com Itaú Cultural, vizinho da unidade. “Concorrência serve para outras coisas, não para a cultura e as artes. Queremos atuar em conjunto com todos.” Futuramente, o diretor planeja também a criação de um fórum permanente entre as instituições culturais que ocupam a Paulista. Com expectativa de receber 18 mil pessoas por semana, a unidade vai apostar com o pé na calçada, conta o gerente Felipe Mancebo. “Sem dúvida, a Paulista será uma extensão para as nossas atividades, com um quintal cultural do Sesc.”

+ Novo Sesc 24 de Maio abre com programação de teatro, música, dança e circo

Como foi na recente inauguração do Sesc 24 de Maio, que contou com Gilberto Gil em uma transmissão online dias antes da abertura, o Sesc Avenida Paulista vai trazer o rapper Thaíde e a cantora Fabiana Cozza. Na inauguração, com três dias de duração, trará apresentações musicais de Hermeto Pascoal, Alice Caymmi e Mahmundi. No espaço cênico, a atriz e diretora Grace Passô participa do projeto Atos Cênicos, além da apresentação do grupo de dança Cena 11, de Florianópolis.

SESC AVENIDA PAULISTA Av. Paulista 119. 29/4, dom., 12h às 19h. Grátis.

Mais conteúdo sobre:
Sesc

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.