Divulgação
Divulgação

Sérvia diz ter achado obra roubada de Cézanne que vale US$109 mi

'O Menino de Colete Vermelho' foi uma das quatro obras roubadas de uma galeria de arte suíça

Reuters

12 de abril de 2012 | 15h12

A polícia da Sérvia acredita ter recuperado uma obra do pintor impressionista Paul Cézanne avaliada em pelo menos 109 milhões de dólares, que foi roubada em um dos maiores assaltos de obras de arte do mundo, quatro anos atrás, afirmou uma autoridade da polícia na quinta-feira.

"Acreditamos que a pintura é O Menino de Colete Vermelho de Cézanne e três suspeitos foram detidos em conexão com isso", afirmou o policial, que preferiu não se identificar, à Reuters.

"Especialistas da Sérvia e do exterior estão tentando averiguar se a pintura é original. Este quadro vale dezenas de milhões de euros", acrescentou.

A tela O Menino de Colete Vermelho foi uma das quatro obras roubadas de uma galeria de arte suíça em 2008 por um trio de assaltantes mascarados, que invadiram o local pouco antes do horário de fechar e mandaram os funcionários deitar no chão enquanto levavam o que queriam.

As pinturas eram avaliadas em torno de 160 milhões de dólares na época, e o assalto foi o maior furto de obras de arte da história suíça e um dos maiores do mundo. Apenas a tela O Menino de Colete Vermelho valia 110 milhões de dólares na época.

Duas das telas roubadas, uma de Claude Monet e outra de Vincent Van Gogh, foram recuperadas dias depois, abandonadas em um carro, mas as outras duas -a de Cézanne e uma pintura de Edgar Degas- estavam desaparecidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.