Serra decreta luto oficial pela morte de José Mindlin

Em nota oficial, o governador afirmou que "Mindlin era um homem querido por todos"

Rita Cirne, da Central de Informações,

28 Fevereiro 2010 | 19h38

O governador José Serra lamentou, na tarde deste domingo, 28, a morte do empresário, bibliófilo e membro da Academia Brasileira de Letras, José Mindlin e declarou luto oficial de três dias no Estado de São Paulo em sua memória.

 

Em nota oficial, o governador afirmou que "Mindlin era um homem querido por todos, em função do seu caráter, presença de espírito, disponibilidade para adotar as boas causas sociais e culturais e, também, de sua coragem serena. Quando Secretário Estadual da Cultura, nos anos setenta, ele convidou o jornalista Vladimir Herzog para a diretoria de jornalismo da TV Cultura, cujo trabalho sempre avalizou".

 

Serra diz ainda que "sabe-se que os torturadores dos jornalistas presos procuravam, também, incriminar a Mindlin. E ele soube se comportar com altivez e dignidade diante das ações da ditadura que levaram à morte de Herzog".

Mais conteúdo sobre:
Mindlin falecimento luto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.