Imagem Fábio Porchat
Colunista
Fábio Porchat
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Serra da Capivara

Escrevo de Istambul. Vim aproveitar dez dias de férias. Amo viajar e o faço sempre que posso. Mas sempre que estou fora do meu país fico um pouco deprimido por me dar conta de como temos nas mãos alguns dos lugares mais incríveis do planeta e não aproveitamos nem 10% do seu potencial. 

Fábio Porchat, O Estado de S. Paulo

22 de maio de 2016 | 03h00

Por que tudo é tão caro no Brasil? Por que a mão de obra é tão ruim na maioria dos lugares? Por que muitos tão abandonados? Hoje, particularmente, gostaria de falar sobre o Parque Nacional da Serra da Capivara. Já ouviu falar? Pois é. Fica no Piauí e é só a área de maior concentração de sítios pré-históricos do continente americano. Lá se encontra a maior quantidade de pinturas rupestres do mundo! Sim, no Brasil! Tem vestígios do homem de 50 mil anos! 

Uma chance para você adivinhar se o lugar está protegido pelo governo (este ou qualquer outro anterior) ou se está abandonado e sem recursos suficientes para se sustentar. Então. Simplesmente, o parque tem se deteriorado pelo descaso que temos com nossa cultura. Um aeroporto foi construído próximo ao parque para facilitar o acesso. Ele já está lá, pronto. Pergunta se está funcionando. Não está. Pergunte por quê? Ninguém sabe. Como é possível que a maioria esmagadora de nós brasileiros não saiba da existência desse lugar? Isso, por si só, já é um fato inacreditável, mas, ainda por cima, as autoridades não mexerem uma palha para impedir sua deterioração é algo criminoso. 

Temos nas nossas terras uma das coisas mais preciosas da humanidade. É claro que existem pessoas interessadas e esforçadas que lutam pela preservação do parque até a última gota de sangue, suor e lágrimas, mas essas pessoas precisam de ajuda, já estão no limite. Fica aqui o meu apelo e alerta. Procure conhecer mais sobre esse lugar, entre no Google e entenda do que estou falando. O lugar é incrível, uma ótima oportunidade para se conhecer nas férias. De resto, temos que cobrar. Estamos vivendo um momento conturbado no cenário político e, independentemente das nossas prioridades, impedir que um patrimônio como esse seja destruído é obrigação. Alô, ministro do Turismo, salve o Parque Nacional das Capivaras!

*

Meu amigo Marcos Veras estreou em SP sua nova peça Acorda pra Cuspir! Quartas e quintas, 21h, no (excelente) Teatro Porto Seguro. A comédia abre nossa cabeça para a idiotização, que vem se perpetuando na nossa sociedade e é endeusada por muitos. Um monólogo divertido e conduzido com segurança pelo ótimo ator. Não é porque é meu amigo, não, é porque vale a pena! Ser meu amigo só me faz dizer com mais força: vá!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.