Seria o Charlie Sheen de saia?

Depois de Seinfeld, Will & Grace, Everybody Loves Raymond e até Friends, as clássicas comédias de 30 minutos perderam a graça. E o gênero perdeu espaço na TV americana, ainda mais depois do boom das séries de mistério - frutos de Lost - e das dramédias. Com isso, Two and a Half Men reinou sozinha por alguns anos. E, depois, The Big Bang Theory se juntou ao show. Atualmente, parece que o gênero quer voltar à cena. Modern Family é prova disso, Mike & Molly tem lá sua graça e a nova 2 Broke Girls provoca o riso de forma fácil - com piadinhas sobre sexo -, mas sem soar vulgar. E, se Charlie Sheen, na pele de Charlie Harper, fez rir com piadas sexistas, Kat Dennings não fica atrás quando encarna a versão feminina de Sheen. E, se o ator se tornou ídolo do universo masculino - os homens querem ser Charlie Harper -, a atriz pode se tornar um símbolo para jovens mulheres. Afinal, a garçonete Max fala o que quer, lida muito bem - e abertamente - com sua sexualidade, e conseguiu dar o fora num cara que é o sonho de muitas garotas. Como ela mesma disse: "Ele tinha aquela coisa aqui, que não sei o nome, mas faz garotas espertas ficarem burras." Quer saber o que é a tal coisa? Só assistindo à série, pois também não sei o nome... Enfim, Max é bacana e as piadas sobre sexo não são A Praça É Nossa. Elas têm graça sem serem clichês. A que envolveu Schwarzenegger e seu caso com a empregada foi hilária. Pena que não há como reproduzi-la aqui, pois teria de usar muitos "F..." Kat Dennings, porém, não está só. A novata Beth Behrs se mostrou a escolha perfeita para Caroline, filha de um magnata corrupto e falido. Sem um centavo no bolso, mas vestindo Chanel, ela cai de Manhattan direto no Brooklyn, na casa de Max. "Você tem um quintal! Que ótimo lugar para relaxar e usar crack", ela diz sobre o modesto lar. E, quando a patricinha cai sobre cocô de cavalo, Max não deixa barato: "Que lindo Chanel n.º 2!" Piada boba, mas irresistível!

O Estado de S.Paulo

20 de novembro de 2011 | 03h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.