Serginho Groisman estréia, enfim, seu programa

O presente pelo primeiro aniversário de Serginho Groisman na Rede Globo foi seu tão aguardado programa. Altas Horas estréia dia 14, ao vivo, na madrugada de sábado para domingo, a partir de 00h30, logo após a exibição do Supercine. Usando a própria noite como o grande personagem do programa, Groisman entrevista, recebe músicos, apresenta reportagens e conversa muito com o público jovem. "Não quero perder essa coisa que tenho de dar espaço para o público ser o repórter e fazer as perguntas que deseja ao nosso entrevistado", diz Groisman, lembrando o estilo que o marcou durante oito anos no Programa Livre, no SBT. No início desta semana, um boato noticiado pela imprensa pegou Serginho desprevenido. "Eu fui ao Rio conversar com a Marluce (Dias da Silva, diretora geral da Globo) e fiquei surpreso quando ela me perguntou se era verdade que eu iria pedir demissão naquele dia. Não entendi nada", disse o apresentador. "Mostrei o piloto a ela e a única coisa que chegamos à conclusão foi a de que quatro horas, que estavam previstas para o programa, era muito tempo. Reduzimos então para duas ou três horas".Serginho, que ao lado do diretor Maurício Arruda, responderá pela co-direção do programa, assumiu a autoria pela sugestão do horário e formato da atração. "Quando assinei contrato com a Globo, combinei dois programas: um que fosse ligado à educação e outro de entrevistas. O primeiro é o Ação (exibido nas manhãs de sábado), que deveria ter terminado em abril, mas está no ar até agora e assim continuará, e o outro, que seria diário. Como não há espaço na grade de programação para uma atração diária, sugeri algo totalmente novo, num horário que não se havia pensado até então, que é a madrugada de sábado", explica. Assim como Jô Soares, que conta com a participação da banda "Sexteto do Jô" em seu programa, Serginho também terá seu conjunto, formado só por mulheres. "O Jô veio aqui no estúdio e até brincou que queria levar as meninas para ele e deixar o Sexteto comigo", comenta Serginho, apresentando as integrantes da Banda Altas Horas: Gê Cortez (baixo), Daniela Spillman (saxofone), Ilca (teclado), Lui (guitarra) e Guta Menezes (trompete). Jornalismo na área - Além das entradas ao vivo, Serginho também chamará alguns links de diversos pontos de São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, para mostrar desde festas até acontecimentos cobertos normalmente dentro do noticiário jornalístico. "Mas também podemos mostrar algo que esteja acontecendo em outras cidades, porque contamos com o apoio do departamento de jornalismo da Globo", disse. O helicóptero Globocop também estará à disposição de Serginho em Altas Horas. "Se o jornalismo de São Paulo, por exemplo, estiver mostrando alguma notícia importante, isso terá seqüência dentro do programa. Ou então, posso pegar o helicóptero e sobrevoar a cidade para mostrar determinada coisa".Reforço tecnológico - A grua - um guindaste onde está acoplada uma câmera controlada por computador - será uma espécie de personagem do programa. "Vou conversar com a grua e ela vai interagir comigo. Ela vai dar beijinhos na platéia e possibilitar imagens bem legais, contrastando com o cenário do programa. Mais pra frente, vamos "vestir" a grua, com bonezinho, gravata, essas coisas", brinca o apresentador. A interatividade será a grande marca do programa e o telespectador de casa poderá participar - via telefone ou pela Internet, de todos os blocos. "Teremos uma brincadeira que a pessoa de casa poderá controlar pelo mouse uma câmera por 45 segundos e ainda tirar uma foto, que ficará guardada no computador", ressalta Serginho. Durante o tempo em que aguardava a estréia de Altas Horas, o apresentador explicou que muitas idéias surgiram e que deverão ser acrescentadas na atração aos poucos. "É um programa que estará sempre com coisas novas. Até abril, pretendemos estar implantando todas as idéias".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.