Ser pertencente

Marte em oposição a Júpiter, que está em quadratura com Plutão; Lua míngua em Áries.

astro@0-quiroga.com, O Estado de S.Paulo

01 de agosto de 2010 | 00h00

Enquanto o ardor interno de todo humano promova dignidade e bem-estar, nada deve ser reprovado, cada pessoa, através da legítima criatividade, inventará seu caminho. Porém, o que fazer com os humanos que promovem sonolência, presunção, cobiça, ódio e perversões de todos os tipos? Encerrá-los em prisões? Isso não seria necessário, já são presos em seus vícios e, também, cumprem a importante função cósmica de produzirem adversidades para que o processo de aprimoramento continue em andamento. Nada nem ninguém deve ser humilhado, é necessário lembrar que o espírito não rejeita nem prefere, a tudo e todos vivifica. Só há o leve detalhe de certas correntes serem pertencentes ou não a nosso belo planeta azul. Só isso muda tudo.

ÁRIES 21-3 a 20-4

Compreender as diferenças é a maior prova de amor entre o céu e a terra. Por isso mesmo poucas são as pessoas que verdadeiramente compreendem o que é diferente delas. Muitos dizem compreender, mas poucos praticam isso.

TOURO 21-4 a 20-5

A ansiedade precisa ser controlada para que não invada os hábitos cotidianos, como por exemplo o singelo ato de alimentar-se. Quando ansiedade e alimentação se misturam, acontece todo tipo de congestão.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Desejos são necessários, mas criam necessidades também, o que em si representa uma forma de limitação. É que se você vive satisfazendo às necessidades promovidas pelos desejos nunca conhecerá outra coisa.

CÂNCER 21-6 a 21-7

Esforçar-se para reservar tempo para o divertimento não é evitar os devidos compromissos. As duas coisas podem conviver harmoniosamente, inclusive porque só assim as duas acontecerão com perfeição.

LEÃO 22-7 a 22-8

O equilíbrio das recompensas está na mão do destino, não na dos humanos. Por isso, em vez de reclamar porque outras pessoas recebem mais do que você, continue em frente sem importar-se com a aparente injustiça.

VIRGEM 23-8 a 22-9

O perdão liberta e a inveja escraviza. Quando você for capaz de ir além das ofensas recebidas e também das que você provocou, então será também capaz de perdoar sua própria alma. Enquanto isso, nada de vitória ou progresso.

LIBRA 23-9 a 22-10

A visão interna deve ser privilegiada, apesar de não encontrar resposta à altura nas circunstâncias atuais. Esse contraste resultará em sua alma se ver obrigada a tomar atitudes que não provocarão respostas simpáticas.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

Sem você livrar-se do sistema de valores com que se acostumou a entender o mundo até aqui será impossível compreender as novidades que fazem força para entrar em sua vida. É difícil, mas praticável.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

A boa vontade é uma questão de dinâmica grupal, porque se torna necessária justamente quando há conflito de interesses. A boa vontade é o divino esforço de compreender o que antes disso era inaceitável.

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

As pessoas sempre levam a excitação para o âmbito sexual, porque desconhecem outras formas de celebrar. É legítima a prática da sexualidade, mas quando se transforma em obsessão se perde também a legitimidade.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

A liberdade não precisa ser testada, você não seria uma alma humana se não fosse livre. É fácil constatar, você sente fome, mas a fome não informa você como satisfazê-la, isso fica ao seu critério. Isso é liberdade.

PEIXES 20-2 a 20-3

Jogos de poder são comuns nos relacionamentos, mas não por isso mais saudáveis. Pelo contrário, ao se envolverem em jogos de poder as pessoas perdem de vista a riqueza inerente ao processo de relacionar-se.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.