Sensação de carnaval em ambiente camerístico

Na sorridente marchinha Carnavalzinho (Meu Carnaval), de Lisa Ono e Mario Adnet, que abre o CD Alma Lírica Brasileira, Mônica Salmaso canta "Meu carnaval é bem pequenininho / Só um banquinho e um violão/ A fantasia vai no pensamento/ E o samba-enredo na minha mão". Nesses versos, parece estar pontuando a palpitação da própria musicalidade, essencial e coerente, arquitetada em detalhes, sem alarde, sem afetação.

Lauro Lisboa Garcia, O Estado de S.Paulo

02 de maio de 2011 | 00h00

Em ambiente camerístico, Mônica transita com segurança entre clássicos de J. Cascata e Leonel Azevedo, Paulo Vanzolini, Villa-Lobos, Tom Jobim e Vinicius de Moraes, Edu Lobo e Chico Buarque, Adoniran Barbosa e novidades de Nelson Ayres (A Noite) e José Miguel Wisnik (Mortal Loucura). É um terreno de sutilezas que domina melhor do que nunca.

Mas qual o atrativo de se ver no repertório canções muito conhecidas como Trem das Onze, Lábios Que Beijei, A História de Lily Brown e Melodia Sentimental? Mônica chegou num ponto de evolução em que a própria possibilidade emocional de ela explorar temas tão populares, na voz e nos arranjos, já desperta curiosidade. Apesar de tais canções terem registros históricos de outros grandes intérpretes e daí também provocarem comparações, elas se distinguem pela dinâmica pessoal.

Para criar a "sensação de carnaval", que não é de levantar poeira, nas canções mais ligeiras, bastam o piano de Nelson Ayres e os sopros de Teco Cardoso, dois dos músicos indissociáveis de sua trajetória musical. Além do mais, Mônica traz à luz versos raros da folclórica Cuitelinho e imprime ar de novidade a pérolas ocultas de Herivelto Martins (Meu Rádio e Meu Mulato) e Raul Torres e Celino (Promessa de Violeiro). Com tantas cantoras desorientadas fazendo tatitibitati, é bom ouvir uma voz adulta afinada nesse desenho lírico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.