Senador Edward Kennedy passa bem após cirurgia no cérebro

O senador EdwardKennedy, um dos ícones do Partido Democrata dos EUA, passa bemapós ser submetido na segunda-feira a uma cirurgia para retirarum tumor maligno no cérebro, e segundo seu médico "não teráefeitos neurológicos permanentes". "Tenho a satisfação de relatar-lhes que a cirurgia dosenador Kennedy foi bem sucedida e alcançou nossos objetivos",disse Allan Friedman em boletim divulgado após a operação detrês horas e meia no Centro Médico da Universidade Duke, emDurham, na Carolina do Norte. Um assessor de Kennedy disse que ele já conversou com amulher, Vicki, a quem teria dito estar se sentindo muito bem. Friedman não informou quanto do tumor foi retirado, masdisse que a cirurgia é "primeiro passo" no tratamento dosenador, de 76 anos, atual patriarca da mítica família. "Após uma breve recuperação, ele começara uma radiaçãodirecionada no Hospital Geral de Massachusetts e um tratamentoquimioterápico", disse Friedman. Kennedy sofreu um desmaio no dia 17 e em seguida recebeu odiagnóstico de que sofre de um glioma, um tipo de tumorcerebral que normalmente mata num prazo de três anos. Sendo o tumor no lóbulo parietal esquerdo, muitosespecialistas achavam que a cirurgia poderia afetar a fala ecompreensão de Kennedy, possivelmente também paralisando seulado direito. Mas Friedman afirmou que o paciente permaneceu acordadodurante o procedimento "e portanto não deve experimentarefeitos neurológicos permanentes da cirurgia". Não se sabe quando Kennedy voltará ao Senado, onde atuadesde 1962, na mesma vaga que pertencera a seu irmão John,eleito presidente. Em nota otimista divulgada na segunda-feira, ele dizia:"Após completar o tratamento, espero voltar ao Senado dosEstados Unidos e fazer de tudo o que puder para ajudar a elegerBarack Obama como nosso próximo presidente". Obama, senador em primeiro mandato, tem sido muitocomparado a outro irmão de Kennedy, Robert, assassinado quandoconcorria à Presidência, em 1968. John Kennedy foi assassinadoem 1963, terceiro ano de seu mandato. Edward (ou "Ted") Kennedy é um dos políticos mais polêmicose respeitados dos EUA. Há décadas, é idolatrado pelos liberaise atacado pelos conservadores com o mesmo ímpeto. Mas, desde omês passado, políticos de todos os matizes dizem estar torcendoe rezando por ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.