Semana de moda japonesa tem estampas ousadas e quimonos de sarja

Quimonos de sarja e ritmos tecno. Asemana de moda de Tóquio homenageou a alfaiataria japonesaclássica, mas incrementada de elementos modernos, no trabalhode um estilista cuja família cria quimonos há três gerações. Os quimonos costumam ser usados no Japão especialmente emocasiões formais, mas o estilista Jotaro Saito quer que suascriações, feitas de tecidos estampados em cores fortes, atraiamfashionistas japoneses e estrangeiros em busca de algo originala acrescentar a seu guarda-roupa para o dia-a-dia. "Minha mensagem é: você pode vestir um quimono numa festa,num aniversário. E os quimonos de sarja podem até ser lavadosna máquina", disse Saito à Reuters após o desfile. "O quimono pode ser moda casual, como outras criações degrife -- não apenas algo para ser usado em casamentos oufunerais." Mas usar um quimono requer certa prática, tanto que váriasmodelos traziam certo desconforto quando percorreram apassarela em quimonos justos. Modelos com adornos de cabelo verde ou rosa neon usavamquimonos em combinações ousadas de cores típicas dos trajesfestivos dos jovens japoneses, apesar de a moda moderna no paísser mais conhecida pelo predomínio de tons de cinza e preto. Os quimonos e cintos em tons de verde, laranja forte, pink,vermelho, mostarda e verde esmeralda brilharam diante de umaplatéia formada principalmente por compradores japoneses eentusiastas da moda, incluindo muitas pessoas de quimonoselegantes do tipo mais tradicional. Faixas pretas e brilhantes usadas na cabeça deram um toquecasual ao conjunto, e alguns modelitos sexy, esvoaçantes, deseda preta ou vermelha, não teriam ficado deslocados em um barou boate. "Meu avô e meu pai sempre criaram quimonos vanguardistas, eeu continuo a fazer o mesmo", disse Saito. O estilista deKyoto, a antiga capital japonesa, também trabalha comdecoradores e fabricantes de móveis. Ele disse que a inspiração de sua coleção é a camélia, umaflor que os japoneses associam a ocasiões felizes, como onascimento de um filho, mas também a infortúnios. Os quimonos mostrados refletiam esse contraste, comestampas e cores que variavam de tons sombrios e escuros aestampas gráficas gritantes -- e, no caso dos quimonosmasculinos, peças feitas de sarja azul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.