Sem Intervalo

Globo repete campanha de 2005

Keila Jimenez, O Estado de S.Paulo

28 de junho de 2010 | 00h00

Aproveitando os bons indíces da Copa, a Globo resolveu recorrer a um anúncio de 5 anos atrás para mostrar que o ibope na TV aberta mudou, mas ela segue com as 30 maiores audiências na Grande São Paulo. No repeteco da campanha "A Globo é mesmo cheia de oportunidades" a emissora publica uma lista com os maiores ibopes da TV na semana passada - todos, dela -, encabeçada por jogos de futebol da seleção, seguidos pela trama das 9 e Jornal Nacional. Apesar de repetir a campanha de 2005, a rede não compara índices. A trama das 9 da época. Senhora do Destino, registrou média de 51 pontos. Passione, nos bons dias, chega à casa dos 36 pontos de audiência.

Ajudinha familiar

Caetano Veloso é a vítima de Marco Luque no CQTeste de hoje. do CQC, da Band. Bom, vítima não. O cantor conquistou o primeiro lugar no teste, com uma ajudinha da amiga Preta Gil - para quem deu um telefonema - da ex-mulher, Paula Lavigne, e do filho Tom.

33%

foi o crescimento em faturamento da TV aberta nos primeiros quatro meses do ano em comparação ao mesmo período de 2009, segundo dados do Inter-Meios

"Caldo de galinha e cautela nunca é demais" O inspirado Galvão Bueno, durante Brasil X Portugal, na Globo, alimentando os pedidos do movimento "Cala a Boca, Galvão!"

Depois da confusão com Dunga, nem sinal do repórter Alex Escobar, da Globo, na cobertura da seleção na Copa. A Globo nega que haja um afastamento.

A RedeTV! quer entrar no Guinness Book como a primeira emissora no mundo a fazer transmissão na TV aberta em 3D. Está juntando provas para isso.

Só aumenta a fila de apresentadores sem projeto na Band: Adriane Galisteu, Daniella Cicarelli, Patrícia Maldonado, Lorena Calábria, e agora, Silva Poppovic. Alguns deles deixam o canal ainda este ano.

Corações Feridos, próxima novela do SBT, estreia só depois das eleições. É um meio de Silvio Santos proteger o novo folhetim de sua mulher, Íris Abravanel, da queda de audiência e do aperto na programação no período.

A ex-BBB Íris Stefanelli vai renovar seu contrato com a RedeTV!. A direção está gostando de seu desempenho como repórter do TV Fama.

Sai Ione Borges, entra Olga Bongiovanni na TV Gazeta. Ione pediu demissão na emissora após 30 anos no comando de programas femininos. Olga ainda não tem data para voltar ao ar.

O canal está em processo de reestruturação. Entre as novas propostas estão mudanças na forma de remuneração do elenco da Gazeta. Os salários fixos de alguns serão reduzidos, porém compensados com participação no faturamento comercial dos programas, algo parecido com o que faz o SBT.

Entre as missões do novo comando do jornalismo do SBT, Luiz Gonzaga Mineiro, estão um upgrade tecnológico na área e retormar a rede de afiliadas parceiras que a emissora andou perdendo nos últimos anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.