Sem Intervalo

Merchandisings rendem R$ 70 milhões à Viver a Vida

Keila Jimenez, O Estado de S.Paulo

14 de maio de 2010 | 00h00

A novela Viver a Vida chega ao fim hoje na Globo com o ibope em baixa para o horário, mas com as cifras em alta. A trama das 9 da Globo se despede do público com um faturamento bruto, só com merchandisings, na casa dos R$ 70 milhões, marca surpreendente até para um folhetim da Globo. Segundo a Controle da Concorrência, empresa que monitora inserções para o mercado, de 14 de setembro de 2009 (estreia) até a última terça-feira, Viver a Vida teve 112 ações, quase um merchandising por capítulo. Os maiores anunciantes da trama de Manoel Carlos, até então, foram: Kia, somando cerca de R$ 19 milhões em merchandisings (35 ações) - o carro do personagem Miguel (Mateus Solano) é uma delas -, Banco Itaú, com 13 ações e um investimento em torno de R$ 6,9 milhões em merchandisings, e Nextel, com 12 ações, R$ 6,8 milhões. A valoração dessas ações foi calculada com relação ao tempo de cada uma, e o porcentual correspondente em relação ao preço dos 30 segundos no intervalo comercial do horário.

Ainda segundo o levantamento, o boom de merchandisings na novela se deu em março deste ano, com 22 ações, ante 9 ações em fevereiro e 7 ações, em janeiro. O mês de abril, até então, teve recorde de merchandisings dentro do história: 25.

Hora extra

Uma "dançarina de boate que, às vezes, é garota de programa". Essa é a curiosa definição da Record para a personagem de Dani Galli em sua nova novela, Ribeirão do Tempo

10 horas

de sua programação é o que TV Cultura dedicará à cobertura da Virada Cultural em São Paulo, a partir das 18 horas de amanhã

"Agradeço aos que, além de se divertirem com meu tombo, se preocupam com minhas dores" Ana Maria Braga no Twitter, após cair da cadeira ao vivo, no Mais Você

Com o fim do Cilada, Bruno Mazzeo estreia no dia 8 de junho, no Multishow, o Zona do Agrião, programetes de humor que trazem um debate ao estilo mesa redonda - só que em um bar - sobre o lado bizarro da Copa. Os dez episódios, cada um com três minutos de duração, vão ao ar durante o mundial.

Mudanças à vista no Legendários, da Record. Quadros que não estão dando audiência e até integrantes do programa - que vive um verdadeiro overbooking em sua bancada - podem deixar a atração.

A Band voltou a empatar anteontem, no horário nobre (das 18 horas à meia-noite), com o SBT, registrando média de 5 pontos de ibope.

O GNT resolveu engavetar os investimentos em ficção nacional em 2010. Mothern não ganhará nova temporada este ano.

Alvo de disputa no ano passado, os blogs de artistas abrigados em sites de emissoras deram uma boa esfriada. Tem blog no R7, da Record, há mais de dois meses sem atualização.

Onde foram parar os amigos cadeirantes de Luciana (Alinne Moraes) em Viver a Vida? Uma leitora da coluna quer saber.

A Virada Cultural, que acontece neste fim de semana em São Paulo, vai invadir a ficção. Tempos Modernos, novela das 7 da Globo, vai retratar o evento com cenas de apresentação de música, circo e teatro a partir de amanhã.

Américo Martins já tem data para assumir o comando do jornalismo da RedeTV!: 1.º de junho.

O Último Passageiro, game que estreia em junho na RedeTV!, já tem várias escolas inscritas. Em cada edição, três colégios, com 60 alunos inscritos cada, participarão da disputa, que irá ao ar às 19h45, antes do Pânico na TV!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.