Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Sem Copa das Confederações, ESPN comentará jogos ao vivo

É praticamente um programa de rádio: sem os direitos de transmissão sobre a Copa das Confederações, a ESPN contemplará a cobertura do evento por meio do Cabeça no Jogo, programa criado especialmente para a ocasião. Trata-se da clássica mesa redonda de futebol, com participação de José Roberto Malia, Marcelo Duarte, Leo Bertozzi, Celso Unzelte e Alexandre Oliveira, com um detalhe: será exibida simultaneamente a cada partida.

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2013 | 02h06

A ideia ganha força não pela aposta de que o telespectador vá trocar o jogo por um time de analistas e seus achismos, mas sim pela suspeita de que pode ser divertido acompanhar os jogos em duas telas, dessa vez, de TV - uma em um canal que possua os direitos de transmissão do evento, sem som, e outra, com áudio presente, na própria ESPN. Para imaginar algo do gênero, convém crer que muita gente, avessa à locução dos famosos narradores da TV - a começar por Galvão Bueno - prefere baixar o volume do televisor e aproveitar só as imagens da Globo, com áudio ligado nas aceleradas narrações do rádio.

Cabeça no Jogo irá ao ar pelos canais ESPN Brasil e ESPN Brasil HD. Durante a partida, o público acompanhará a reação de cada um a cada lance. Telespectadores terão vez com entradas ao vivo por telefone - um risco incalculável para algo que provoca emoções tão passionais como o futebol - e um bottom line com os melhores tweets durante o jogo.

O áudio original do jogo será veiculado ao fundo, para que apresentadores e telespectadores acompanhem o fio da meada em tempo real.

Marcelo Adnet estreia amanhã no Fantástico, satirizando a Copa das Confederações.

Ingrid Guimarães estuda o script do 2º episódio inédito do Sai de Baixo, ao lado de Márcia Cabrita, no Teatro Procópio Ferreira. Tratada por Miguel Falabella como dona de grandes bilheterias, ela interpreta uma vítima de Caco. No ar dia 18, pelo canal Viva.

Assinado pela Comunicação da Record, o comunicado distribuído ontem sobre a rescisão do contrato de Gugu Liberato foi feito de comum acordo com o apresentador. Não foram revelados valores do acerto de contas, que presumia, em tese, multa de R$ 100 milhões.

Aliás, não há qualquer fundamento no boato que se espalhou anteontem de que Gugu teria uma reunião agendada na Globo. Ter o apresentador em seus quadros é uma hipótese fora de cogitação na emissora.

É pique! Em comemoração ao seu 1º aniversário, o canal Gloob investirá em uma área cenográfica de 143 m² nos shoppings Anália Franco e BarraShopping (Rio). É um circuito de jogos, brincadeiras e atividades dos personagens do canal.

Reynaldo Gianecchini cedeu direitos de voz e imagem à causa Voo Contra o Câncer, do Hospital de Câncer de Barretos. Da WMcCann, a campanha propõe a abertura do aeroporto da cidade a voos comerciais para facilitar o acesso ao hospital.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.