Sem acordo, juiz decidirá divórcio de Paul McCartney

Divisão da fortuna do ex-beatle pode estabelecer recorde milionário.

Da BBC Brasil, BBC

18 Fevereiro 2008 | 18h30

O ex-beatle Paul McCartney e sua ex-mulher Heather Mills não conseguiram chegar a um acordo financeiro para o divórcio do casal. A disputa agora será decidida em uma data próxima pelo juiz Hugh Bennet. Há especulações entre especialistas na Grã-Bretanha de que o divórcio pode render até 60 milhões de libras (cerca de R$ 207 milhões) para Heather Mills. A audiência é privada, e o tribunal não vai divulgar ao público o valor decidido. A fortuna do ex-beatle está avaliada em 865 milhões de libras (quase R$ 3 bilhões), e o divórcio de McCartney e Mills pode estabelecer um recorde milionário nos tribunais de divórcios britânicos. Até hoje, o acordo financeiro mais alto foi fechado no divórcio do empresário John Charman, em maio de 2007. Ele pagou a sua ex-mulher a quantia de 48 milhões de libras (cerca de R$ 165 milhões). Separação A decisão do juiz Hugh Bennet poderá ser contestada caso alguma das partes não fique satisfeita. Se isso ocorrer, o processo vai para o Tribunal de Apelações e, então, poderá se tornar um caso público. O ex-beatle e a ex-modelo se casaram em 2002 e têm uma filha, Beatrice, de 4 anos. Desde o anúncio da separação, em maio de 2006, os dois discutem questões financeiras e os direitos da filha. Heather Mills, que está cuidando da própria representação nas audiências do caso, foi vista nesta segunda-feira ao deixar o tribunal. Paul McCartney, que estaria ensaiando para uma apresentação na quarta-feira no Brit Awards, em que será premiado por sua contribuição à música, não compareceu à audiência desta segunda-feira. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.