Selton Mello estréia como diretor em 'Feliz Natal'

O ator Selton Mello estréia na direção em Feliz Natal, que, segundo o ator, foi inspirado na própria vivência pessoal. "Sempre achei o Natal algo meio melancólico, uma celebração meio obrigatória. E, num dos últimos natais, pensei em falar sobre este período em que as emoções estão à flor da pele", conta Selton. Feliz Natal será lançado hoje em circuito comercial com 20 cópias - em digital e película - em São Paulo, Rio, Brasília, Belo Horizonte e Goiânia. O filme foi premiado nos festivais de Paulínia, do Rio e em exibições internacionais, além de receber elogio de Walter Salles, que considerou Feliz Natal "o primeiro melhor filme já feito no Brasil".O longa acompanha a saga de Caio (Leonardo Medeiros), dono de um ferro-velho no interior fluminense que decide voltar ao Rio de Janeiro para passar o Natal com a família, que não vê há anos. Ao chegar à casa do irmão - o único que aparentemente deu certo e por isso é o anfitrião da festa -, Caio é recebido por olhares surpresos, raivosos e nostálgicos. Ao longo da noite e do dia de Natal, Caio visita pessoas, lugares e situações do passado, acabando por se reencontrar, recuperando memórias e traumas que o levaram a fugir de lá e, principalmente, a levantar a raiva ou a pena dos membros da família. Darlene Glória vive Mércia, a mãe de Caio e Theo (Paulo Guarnieri), imersa em uma depressão e movida a altas doses de álcool e remédios. Ela se separou de Miguel (Lúcio Mauro), que, apesar da idade avançada, se vangloria de usar Viagra para transar com garotas bem mais novas. Miguel detesta Caio e não perdoa o erro que ele cometeu no passado. Por fim, quem tenta segurar as pontas da festa é Fabi (Graziella Moretto), abafando os escândalos da sogra e a bebedeira geral.Selton Mello também é co-roteirista e co-produtor do filme. Assumidamente um viciado em trabalho, diz que gosta de se envolver em todas as etapas dos longas dos quais participa. "Em O Cheiro do Ralo, por exemplo, o (diretor) Heitor Dhalia me deixava livre para observar e dar dicas de direção. Há muito tempo venho nutrindo esta vontade de dirigir e hoje tenho mais vontade de repetir a dose do que de atuar propriamente. Estou num momento diretor", conta ele. As informações são do Jornal da Tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.