Seleção da Semana

OITICICA E WARHOL

, O Estado de S.Paulo

07 de novembro de 2010 | 00h00

Luiz Carlos Merten

Na entrevista que deu ao Caderno 2, a diretora Lisa Cholodenko disse que embora seu filme Minhas Mães e Meu Pai não seja autobiográfico, com certeza é pessoal - e muito. Lésbica de carteirinha, Lisa conta a história de duas mulheres que tiveram filhos, constituíram família. As duas são um sucesso profissional, as crianças são equilibradas. Esse retrato de uma família feliz vai passar por uma crise quando as "crianças" resolvem procurar seu pai biológico.

Entra em cena Mark Ruffalo, que no passado cedeu seu esperma, mas ele nem imaginava que possuía essa família. Ao contrário do par de lésbicas, ele vive à deriva, trocando de mulheres, um homem adulto, perfeitamente "normal", que não amadureceu. Diante da sexy Julianne Moore, ele vacila. Ela corresponde. Annette Bening vai ter de tomar a situação a peito, literalmente, para preservar a família (e o que conquistou).

Minhas Mães e Meu Pai ganhou o Urso gay em Berlim e tem feito sucesso em todo o mundo. Fala-se até das possibilidades do filme no Oscar, com a possível indicação a prêmios de interpretação. O tema é suficientemente polêmico, ou importante, para provocar discussões.

A união civil entre iguais chegou a ser um tema candente na recente disputa eleitoral no Brasil. Gays e lésbicas desafiam preceitos religiosos e concepções tradicionais de família, mas a verdade é que a realidade vem forçando a aceitação do que é cada vez menos a exceção.

A própria diretora Lisa Cholodenko tem um filho, um garoto músico, que nasceu pelo mesmo processo de inseminação artificial que as personagens usam no filme. E Minhas Mães e Meu Pai é humano e divertido. Há uma cena, um jantar em família, bagunçado pela presença do "estranho", que chega a ser muito boa. Você não vai querer perder essa discussão.

Minhas Mães e Meu Pai

Direção: Lisa Cholodenko. Gênero: Comédia

(EUA/ 2010, 104 min.). Elenco: Annette Bening, Mark Ruffalo, Julianne Moore. Estreia sexta.

________________________________

POLAYNE E DOLORES

Lauro Lisboa Garcia

A sergipana Patrícia Polayne despontou na cena paulistana neste 2010, com o lançamento de seu primeiro e surpreendente álbum, O Circo Circular. Cantora de voz marcante, Polayne é ainda melhor ao vivo, como provou na bem-sucedida passagem pelo projeto Prata da Casa, no Sesc Pompeia. Agora, ela volta num outro contexto, envolvendo Dolores Duran. Seu show no Itaú faz parte da série do Estéreo Saci, em que Dolores é a homenageada do dia no programa de rádio apresentado por Lulina.

Patrícia Polayne

Quando: Sábado, 20 h. Onde: Itaú Cultural. Avenida Paulista, 149, tels. 2168-1776/1777. Quanto: Grátis (ingressos meia hora antes do show)

________________________________

CICLO COMPLETO

Camila Molina

O último ciclo do ano de mostras do Centro Maria Antonia traz, a partir de quinta, a pintura, nas individuais de Carlos Zilio (foto) e Célia Euvaldo, fotografias de Luiza Baldan, e instalações, por Kika Nicolela e Fernanda Chieco.

Exposições do Centro Maria Antonia

Quando: De 11/11 a 16/1. Onde: Centro Universitário Maria Antonia. Rua Maria Antonia, 294, telefone 3123-5217. Quanto: Grátis

________________________________

O IMPERADOR VOLTA

Jefferson Del Rios

Calígula, dirigido por Gabriel Villela, de volta a São Paulo, com Thiago Lacerda e Claudio Fontana (foto), é, antes de tudo, um espetáculo apaixonado. Há dois movimentos visíveis na montagem: o despojamento cênico e a adesão ao não ilusionismo. Escutemos quando grita o imperador: ninguém pode ser livre à custa dos outros.

Calígula

Quando: Sex., 21h3

0; sáb., 21h; dom., 19h. Onde: Teatro Vivo. Av. Dr. Chucri Zaidan, 860, 7420-1520. Quanto: R$ 50 (sex.), R$ 70 (sáb.) e R$ 60 (dom.)

________________________________

DA TELA PARA O PALCO

Maria Eugênia de Menezes

Responsável pelo sucesso Lanternas Vermelhas, o cineasta Zhang Yimou dirige a coreografia homônima, baseada no argumento do filme, que o Balé Nacional da China apresenta em turnê por seis capitais brasileiras.

BALÉ NACIONAL DA CHINA

Quando: de 10 a 14/11. Onde: Teatro Bradesco.

Rua Turiassu, 2.100, Pompeia, tel. 2063-5087. Quanto: R$ 60 a R$ 300.

________________________________

CONTOS E ENCANTOS

Dib Carneiro Neto

É sempre motivo de festa a chegada de um novo espetáculo do premiadíssimo grupo de teatro infantil As Meninas do Conto. Com Pedro Palerma, que estreia hoje, elas prometem muitas brincadeiras, duendes, fadas, princesas...

Pedro Palerma e Outras Histórias

Quando: Domingos e feriados às 16h. Até 19 de dezembro. Onde: Sesc Ipiranga. Rua Bom Pastor, 822, tel. 3340-2000. Quanto: R$ 10 e R$ 5 (estud.)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.