Seleção da Semana

THE TRÍCEPS

, O Estado de S.Paulo

08 de agosto de 2010 | 00h00

Quando: Quinta-feira, à 0 h. Onde: Comitê Club. Rua Augusta, 609, Centro, telefone 3237-3068. Quanto: R$ 30

ALMA DOIDA DO FAUSTO

The Tríceps, a nova banda que Fausto Fawcett armou, com Rodrigo Brandão e Bianca Jhordão (do grupo Leela, loira fresca alistada na trupe), começou a dar as caras no final de maio pelos clubes de São Paulo. Tocou no Berlin, foi sedimentando o som, e esta semana desembarca no Comitê, na Rua Augusta. Sucessora dos grupos anteriores que já tinham o bardo de Copacabana no frontline, como Básico Instinto e Robôs Efêmeros, o The Tríceps continua a saga daquele pós-punk de terra arrasada com declamações beatnik e colagens pós-modernas de samples no meio. O show tem arrastado o título provisório de Fuga Número Mil. Como em seus romances e letras de música, o universo de Fausto Fawcett é uma espécie de tsunami verbal que se nutre de imagens da hipercomunicação. Lugares "onde a maioria das pessoas vive num sedentarismo emocional, sonhando e invejando os slogans de viver intensamente", ele costuma explicar. Fawcett fez sucesso nos anos 1980 com hits como Kátia Flávia, a Godiva do Irajá e Rio 40 Graus. Foi parceiro de Fernanda Abreu e também publicou livros que fizeram algum barulho entre "cyberpunks e ciberneiros", como ele mesmo define. Foram três volumes, Santa Clara Poltergeist, Básico Instinto e Copacabana Lua Nova, que serão relançados pela editora Papagaio (também está nos planos da editora o lançamento de um inédito do autor, Favelost, escrito há três anos).

A lírica dele é inconfundível, e torna seus shows experiências imagéticas. "Respira perigo mas não pode comigo e eu te digo por que / porque eu sou aquele que vai contra tudo que é pouco / pouco concentrado / pouco maluco / pouco sério / pouco largado / pouco obsessivo / pouco generoso / pouco amigo / pouco inimigo / pouco tédio / pouco amor / pouco terror", escreveu, em poema com que saudou o dramaturgo Mário Bortolotto (após este levar 4 tiros na Praça Roosevelt). / JOTABÊ MEDEIROS

O AMANTE

Quando: de 13/8 a 26/9. Onde: Teatro Nair Bello. Rua Frei Caneca, 569, telefone: 3472-2414.

Quanto: R$ 30/ R$ 40

RELAÇÕES PERIGOSAS

Um dos mais festejados textos do britânico Harold Pinter, O Amante ganha nova montagem assinada pelo diretor Francisco Medeiros. Na peça, que tem estreia marcada para sexta-feira, o autor vencedor do Prêmio Nobel de 2005 traz à tona os conflitos de um casamento e desvela os jogos de dominação e poder que permeiam a relação dos personagens Sarah (Paula Burlamaqui) e Richard (Daniel Alvim). Escrita em 1963, a obra permanece como uma lúcida reflexão sobre a incomunicabilidade. / MARIA EUGÊNIA DE MENEZES

GRUPO CORPO

Quando: de 11 a 16/8. Onde: Teatro Alfa. Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722, Santo Amaro, telefone 5693-4000. Quanto: R$ 30

PARA VER E REVER

O grupo Corpo volta a São Paulo sem nenhuma coreografia inédita. Mas sempre vale a pena rever alguns dos melhores momentos da companhia mineira, caso das coreografias de Rodrigo Pederneiras Ímã e Lecuona. / MARIA EUGÊNIA DE MENEZES

SERGIO CAMARGO

Quando: de 14/8 a 24/10. Onde: Instituto de Arte Contemporânea. Rua Maria Antônia, 242, telefone 3255-2009. Quanto: Grátis

ELOGIO À ESCULTURA

A mostra Claro Enigma, que será inaugurada no sábado no Instituto de Arte Contemporânea (IAC), perpassa a trajetória de um dos principais escultores brasileiros, Sergio Camargo (1930-1990). Com curadoria de Paulo Venancio Filho, a exposição reúne, além de esculturas emblemáticas do rigor formal do artista - entre elas, relevos em madeira pintada e peças em diferentes tipos de mármore -, fotografias, documentos, desenhos e anotações. / CAMILA MOLINA

OS MERCENÁRIOS

Nome original: The Expendables. Direção: Sylvester Stallone. Gênero: Ação (EUA/2010, 99 minutos). Censura: 16 anos

POLÊMICO STALLONE

Os Mercenários, de Sylvester Stallone, que estreia sexta que vem, é até menos ruim do que se poderia imaginar. O diretor está sendo cobrado na Justiça, porque deixou uma dívida quando veio filmar no Brasil. Arrisque. / LUIZ CARLOS MERTEN

TRILOGIA FAZ E CONTA

Quando: Sábado e domingo, 16 h. Onde: Tucarena. Rua Monte Alegre, 1.024, Perdizes, telefone 2626-0938. Quanto: R$ 20. Até 21/11

CONTA UM CONTO?

Ela é mais que contadora: é "encantadora" de histórias. Ana Luiza Lacombe comemora 30 anos de carreira montando uma trilogia de suas peças. Começa com a deliciosa Fábulas de Esopo, em que faz a festa com sucatas no palco. / DIB CARNEIRO NETO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.