Seguradoras de Londres sofrerão impacto de US$24 mi por Jackson

A morte inesperada de Michael Jackson deve provocar um custo de até US$ 24 milhões para seguradoras que operam no mercado de Londres, afirmou nesta sexta-feira, 26, a publicação Insurance Insider.

REUTERS

26 de junho de 2009 | 13h28

O Insider disse que a AEG Live, promotora dos 50 shows que Jackson faria em Londres a partir de 13 de julho, conseguiu fechar um seguro para apenas três apresentações, limitando os prejuízos que terá após a morte do "Rei do Pop".

A principal seguradora era a Talbot Underwriting, unidade da seguradora norte-americana Validus Holdings, de acordo com a Insurance Insider.  A Talbot e a Validus não responderam pedidos para comentar a informação.

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEJAKCSONSEGURO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.