Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Secretaria Municipal decide dar férias para a cultura

A Secretaria Municipal de Cultura cancelou quase integralmente a programação cultural prevista para janeiro em São Paulo. Espaços como o Centro Cultural São Paulo (CCSP), que costumava apresentar nove espetáculos por semana, terá apenas um em janeiro. Segundo o chefe de gabinete da secretaria, Sílvio Balangio, "janeiro é um mês em que a população sai de São Paulo" e geralmente há poucos eventos na cidade. O Centro Cultural São Paulo informou, no entanto, que janeiro e fevereiro são meses de bom público nas salas de espetáculos. "O orçamento só fica à disposição no dia 15 de janeiro", afirmou Balangio. Mas os espetáculos não são subsidiados e utilizam apenas os equipamentos culturais da secretaria. Diversas peças estavam com datas fechadas no CCSP, como Savanah Bay, texto de Marguerite Duras que estrearia no dia 5 de janeiro com Helena Ignez e Jean Sganzerla no elenco, e Irmanovska, do grupo Le Plat du Jour. Segundo o chefe de gabinete, há também uma disposição da secretaria de não assumir contratos para que a equipe de transição da prefeita eleita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), decida se quer ou não a programação. A secretaria tem divulgado que costuma realizar em média 2 mil eventos por mês na cidade. A pasta possui 104 equipamentos culturais, com teatros, oficinas culturais e casas de cultura, além de três orquestras, dois corais, um balé e um orçamento de R$ 100 milhões. No Teatro Municipal de São Paulo, a programação termina esta semana com a apresentação do trompetista americano Wynton Marsalis e a Lincoln Center Jazz Orchestra. Os Patronos do Theatro Municipal, entidade que está gerindo o espaço, deve negociar a temporada lírica do próximo ano já com a nova administração. Produtores artísticos consideram equivocada a decisão de cancelar eventos. No Centro Cultural, muitos produtores foram informados só esta semana da decisão. As peças passaram por um processo de seleção antes de conseguirem o espaço. Segundo o chefe de gabinete da secretaria, um dos únicos eventos mantidos na programação para janeiro são as comemorações do dia 25, data do aniversário da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.