Se funcionou uma vez, pode funcionar duas, três...

O C2+Música dá as dicas. Quem sabe esses cariocas não se empolgam em ajudar a bancar a vinda de outras bandas indie que fariam um bom barulho por aqui.

Lúcio Ribeiro, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2010 | 00h00

Vampire Weekend

Destaque da nova cena indie-afro, nova-iorquina da gema com batidas e levadas africanas, que reverbera até em sons de bandas daqui, como o Holger.

The XX

Inglesa, esta talvez seja a maior das bandas menores do indie rock internacional no momento. De som delicado, intimista, acontece melhor em um teatro em silêncio no que numa casa de shows com um monte de gente conversando.

Black Rebel Motorcycle Club Filhos bastardos do Jesus & Mary Chain, a BRMC despontou no início dos anos 2000. Guitarras distorcidas, vocal bagunçado, baixo pesado e mistura de rock de garagem, folk e punk. Com esse tempo todo de estrada, já passou da hora de aparecer por aqui.

The Cribs

Querida banda indie britânica de som quebrado, formada por três irmãos, dois gêmeos. Para completar, tem na guitarra a lenda Johnny Marr, ex-guitarrista do mitológico The Smiths.

The Gossip

Negócio de risco. Foi fechada pelo Tim Festival 2008: deu cano. Acertaram vir no começo de 2010, tinha ingressos à venda e... não veio. O prêmio de "turnê cascata no Brasil" já não pertence mais ao Radiohead (que até já veio). Agora está nas mãos da banda da marcante Beth Ditto...

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.