Scotland Yard interrogará Lindsay Lohan por sumiço de joias

Avaliados em mais de US$ 400 mil, objetos desapareceram após ensaio fotográfico com participação da atriz

Efe,

16 de junho de 2009 | 14h35

A Scotland Yard (Polícia metropolitana de Londres) quer interrogar a atriz americana Lindsay Lohan por causa do desaparecimento de joias avaliadas em 250 mil libras (mais de US$ 400 mil) durante uma sessão fotográfica em Londres, informou o tablóide "The Sun" nesta terça-feira, 16.

 

O jornal britânico assinalou que atriz, de 22 anos, usou um colar de diamantes e brincos para imagens para a revista "Elle" no último dia 6, nos estúdios Big Sky em Islington, norte de Londres. Lindsey retornou a Los Angeles, nos EUA pouco depois da sessão fotográfica.

 

O pessoal da "Elle" entrou em contato com a Scotland Yard ao perceber que as joias tinham desaparecido dois dias depois da sessão fotográfica, indica o jornal.

 

Outras pessoas que estavam nesse dia no estúdio também serão interrogadas, acrescenta o "Sun", que ressalta que os responsáveis pela Dior, que cederam as joias para as fotos, estão furiosos.

 

"Por enquanto não há detidos. Vamos falar com várias pessoas em relação à investigação", indicou uma porta-voz policial.

 

O "Sun" lembra que a atriz teve problemas com a polícia no passado, já que em maio de 2007 foi detida depois de as forças da ordem encontrarem cocaína em seu automóvel.

Tudo o que sabemos sobre:
Lindsey LohanScotland YardDiorElle

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.