Scliar mostra sua arte de excessos

Com 80 anos de vida, Carlos Scliar comemora os 60 de carreira artística, abrindo exposição sábado, na Pinacoteca, composta basicamente de trabalhos recentes. Ele tem dois ateliês, um em Cabo Frio e outro em Ouro Preto. Há também um conjunto de obras da década de 40, já conhecidas.Figura central da história da arte moderna brasileira, a formação do artista gaúcho combina elementos clássicos do modernismo, como o cubismo, movimento que mais mexeu com ele. "Um quadro nada mais é do que uma composição geométrica, cheia de problemas", explica. Soma ainda sua experiência como artista gráfico (é dele o projeto da revista Senhor, um dos mais bem-sucedidos da história da imprensa brasileira), com um perpétuo e inesgotável interesse pelo que o cerca.Na verdade, as obras recentes da exposição dividem-se em dois grupos. Na entrada, o público poderá ver as serigrafias que o artista fez no ano passado para um álbum sobre os 500 anos do Brasil. O segundo, é composto por uma série de colagens, de naturezas-mortas de um colorido intenso, muitas vezes utilizando elementos da pesquisa realizada para o álbum. Essas obras também remetem à experiência de Scliar como designer gráfico. Usando elementos repletos de símbolos e sinais gráficos, como partituras musicais e caligrafias caprichadas, ele intensifica a carga dramática do trabalho. É o caso de Lampião, Várias Garrafas e Nossa História, um trabalho pequeno, mas que assume uma grandiosidade impressionante. Nele se sobrepõem e se harmonizam várias camadas, os mais diferentes planos e cores que, ao fim, são nada mais do que os diversos elementos de uma natureza-morta.Ao contrário de Morandi, a quem admirou a ponto de ir visitá-lo quando esteve na Itália, ele não busca a síntese pela limpeza, mas pelo excesso. "Quero mostrar que aos 80 anos estou renovando a pintura; em qualquer idade você é outro, enriquecidoCarlos Scliar - 80 anos. De terça a domingo,das 10 às 18 horas. R$ 5,00 e R$ 2,00 (meia). Grátis às quintas-feiras. Pinacoteca do Estado. Praça da Luz, 2,tel. 229-9844. Abertura sábado, às 11 horas

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.