Scissor Sisters, evolução nas pistas de dança

DANCE

, O Estado de S.Paulo

17 Julho 2010 | 00h00

SCISSOR SISTERS

NIGHT WORK

Universal

Preço: R$ 29,90

BOM

Com muito fogo no cano, a noite nunca tem fim no terceiro álbum do Scissor Sisters. Mesmo que se cantem letras um tanto sombrias e irônicas, mais para se refletir do que para se divertir (caso de Sex and Violence), mas também com sugestões de final otimista (Fire With Fire - o primeiro single), Night Work é um álbum dançante de ponta a ponta. A produção é de Stuart Price, que trabalhou com Madonna em Confessions on a Dance Floor, o que diz tudo. Com alguma influência da disco music, de Giorgio Moroder, de Sylvester e dos Bee Gees de Saturday Night Fever (especialmente na batida e nos vocais em falsete de Jake Shears em Something Like This e Any Which Way), glam rock (Harder You Get), eletro oitentista (Running Out), este é o trabalho mais coeso da banda americana. Uma coleção de canções grudentas e bem produzidas, com sex and gay appeal, sonoridades e ambientação na memória da cena club de Nova York dos anos 1970 e 80, como afirmou o guitarrista e letrista Babyddady. As tesouras evoluíram e estão mais afiadas do que nunca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.