SBT prevê crescimento em 2002

O SBT acredita que a crise queassustou as emissoras no ano passado vai passar este ano bemlonge de sua porta. A direção da emissora de Silvio Santos fazprevisões otimistas para 2002, e já projeta o crescimento decerca 25% de seu faturamento, em relação ao ano passado. As grandes apostas da rede para fisgar os anunciantesneste ano são: o novo pacote de filmes inéditos da Warner eda Disney comprado pela emissora, o investimento em produçãonacional de teledramaturgia, e , é claro, as próximas edições deCasa dos Artistas, grande hit do canal. As duas cotas de patrocínio do reality show, por sinal,apesar de caras - cada cota custa R$ 11 milhões - já vêmdespertando o interesse do mercado anunciante. Corre nosbastidores da emissora que a Fiat, que apostou na primeiraedição do programa, deve investir novamente em Casa dosArtistas. Se isso ocorrer, a marca de automóveis estará em doisprogramas rivais, pois a Globo já praticamente acertou com aFiat uma cota de patrocínio do Big Brother Brasil,queestréia nesta terça-feira na emissora. A repercussão em torno de Silvio Santos, no ano passado,também é apontada pelo mercado como um fator importante noaumento de faturamento do SBT. Carnaval, seqüestro e Casados Artistas colocaram o empresário em evidência, valorizandomais as atrações comandadas por ele. Tanto é verdade que as cotas de patrocínio do Show doMilhão, Qual É a Música? e Tõpa Tudo por Dinheiro,atrações comandadas por Silvio, já estão praticamente todasvendidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.