Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

SBT não honra cota comercial exigida por TSE

Carlinhos Brown tem emprestado a face ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nos intervalos comerciais da TV, com aquele recado sobre a importância do voto para a democracia. Só que ele aparece mais em alguns canais do que em outros. No SBT, onde o filme vai ao ar com mais frequência nas madrugadas, essa cota chegou, no máximo, a cinco minutos e 30 segundos em um dia, metade do volume de veiculação exigido pelo TSE, visto na Globo e na Record. No dia 8 de agosto, o SBT exibiu apenas 1 minuto e meio de propaganda do TSE, segundo relatório a que a coluna teve acesso. Procurada, a emissora não se manifestou.

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2014 | 02h06

Questão de nome. Houve quem defendesse que o título O Sexo e as Nega, novo seriado de Miguel Falabella, fosse chulo demais para a Globo. Mas, já que a graça é justamente o paralelo com a série Sex And The City, da HBO, o autor bateu o pé pelo título. E aí estão "as nega": Karin Hils, Corina Sabbas, Maria Bia e Lilian Valeska, já caracterizadas para o novo seriado.

Fogão. Com estreia agendada para o dia 2, a versão nacional de Master Chef, pela Band, tem só uma cota de patrocínio disponível. As demais já foram negociadas com Carrefour, Danubio, Fiat e Oster. 

Fogão 2. A Spoletto, que descobriu as vantagens do merchandising em ação espontânea do Porta dos Fundos, também pagará para entrar em cena no Master Chef, que dará ainda visibilidade às marcas Cônsul e Tramontina, além da Mister Músculo. 

Fogão 3. Em tempo: a direção da Band está certa de que a presença da jornalista Ana Paula Padrão na apresentação do Master Chef conspirou muito a favor do sucesso comercial do programa. 

Fernanda Souza já está à disposição da Globo para assumir a vaga de repórter (que na temporada passada cabia a Miá Mello), na nova temporada do The Voice Brasil. Estreia em setembro. 

O bordão viralizado por Luíza Marilac na web - aquela que, à beira da piscina, dizia: "E ainda disseram que eu estava na pior? (...)" - inspira fala de Renata Sorrah em Geração Brasil nos próximos capítulos. "Pra quem disse que eu ia acabar sozinha e na pior... Se isso é acabar na pior... Vem, pra eu te mostrar a piscina onde passo as tardes bebendo champanhe", ela dirá, após roubar as ações da própria neta. 

O clipe dos 33 anos do SBT, com versão nacional do hit Happy, ficou muito simpático - a não ser pelo fato de ESPN Brasil ter feito exatamente o mesmo movimento de câmeras com seu elenco e a canção original, ao final da Copa. 

A morte de Juscelino Kubitschek e suas controvérsias serão assunto para Belisário dos Santos Júnior, advogado e presidente do Conselho Curador da Fundação Padre Anchieta, e José Gregori, ex-ministro da Justiça, no JC Debate, hoje, às 14h15, na Cultura.

Tudo o que sabemos sobre:
Cristina Padiglione

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.