SBT é condenado por pegadinha no programa do Gugu

O SBT foi condenado a pagar indenização por danos morais à Abrão Couri e a Silvia Cristina Parisi Couri por expor os dois a situação ?vexatória e humilhante? numa pegadinha levada ao ar durante 30 segundos no programa Domingo Legal, do apresentador Gugu Liberato em 16 de novembro de l997. O valor da indenização deverá ser equivalente ao preço de um minuto de veiculação publicitária no programa na época da exibição, com juros e correção. A emissora deverá pagar ainda as custas do processo e os honorários do advogado dos dois, estipulado em 20% do valor da condenação. O SBT já recorreu ao Tribunal de Justiça.A pegadinha envolvia um teste visando a demonstrar a honestidade dos pobres em contraposição da desonestidade dos ricos. Uma carteira foi deixada na rua com dinheiro e um papel com o nome, endereço e telefone do suposto proprietário. Abrão e Silva apanharam a carteira e ligaram de um telefone público para entrar em contato com o suposto dono. Eles foram abordados por membros da produção e entregaram a carteira a eles, explicaram a situação e autorizaram o uso das imagens. Entretanto, nas imagens exibidas o casal apenas aparece guardando a carteira, dando ao ato a aparência de desonestidade.O juiz da 31ª Vara Cível Luiz Fernando Cirillo, autor da sentença afirmou que o SBT "promoveu um julgamento dos autores, pronunciou um veredicto de desonestidade, transmitido em rede nacional".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.