SBT desenterra novela "O Direito de Nascer"

E não é que Silvio Santos resolveu desenterrar a novela O Direito de Nascer, produzida e engavetada desde 1997? A trama, realizada pela produtora JPO (da qual José Paulo Vallone, diretor de produção internacional da Globo, é um dos sócios) deverá substituir a reprise de Éramos Seis, às 18h15, a partir do dia 21 de maio. Outra decisão de Silvio e sua equipe foi dar a partida para concretizar a parceria com a Televisa e iniciar a produção da trama venezuelana La Pícara Soñadora, que deverá ser produzida com atores e diretores brasileiros, seguindo o roteiro original.Ainda sem qualquer definição sobre o elenco de La Pícara, o diretor Jacques Lagoa ressalta que, apesar de ter sido a escolhida para iniciar a parceria com a empresa mexicana, nenhum detalhe sobre as gravações está finalizado. "Qualquer informação a respeito da novela é pura especulação. Ainda não temos nada definido, mas tudo poderá ser resolvido em alguns dias", antecipa. Uma das especulações às quais Lagoa se referiu foi quanto ao nome de Flávia Monteiro (ex-Chiquititas) como a protagonista da trama méxico-brasileira.Escrita há 10 anos por Abel Santacruz, mesmo autor de Carrossel (sucesso infantil exibido em 1991), La Pícara Soñadora conta a história de uma jovem humilde, que trabalha de dia e cursa a faculdade de Direito à noite. Sem saber de quem se trata, ela se apaixona pelo herdeiro de uma grande loja de departamentos e, por conta da diferença entre a classe social de cada um, enfrentará muitos problemas. Saindo da gaveta - Produzida há quatro anos, O Direito de Nascer se passa em Cuba, entre os anos de 1899 e 1945, e conta a história de amor entre Maria Helena de Juncal (Guilhermina Guinle) e Alfredo Martins (Fernando Eiras). O casal enfrenta milhões de dificuldades e, por causa de suas famílias, acabam separados. A única pessoa a apoiar o romance é Mamãe Dolores (Ducilene Moraes), a empregada da família de Maria Helena.O romance às escondidas termina em uma gravidez indesejada. Alfredo a decepciona sugerindo que faça um aborto, mas Maria Helena decide enfrentar a família para ter o filho. Sem revelar o nome de seu amante, Maria Helena acaba amaldiçoada pelo próprio pai, que tenta obrigá-la a se casar com Alfredo. Como ela não quer mais saber do namorado, o pai a manda para uma fazenda longe de todos, acompanhada por Dolores. Quando a criança nasce, a empregada salva o garotinho de ser morto a mando do próprio avô e foge com a criança, que passa a ser chamada de Albertinho (Jorge Pontual).Desiludida com sua vida, Maria Helena acaba se tornando freira, mas sem nunca esquecer de seu filho, que adota Dolores como sua mãe de criação. Também fazem parte do elenco Angelina Muniz, Antônio Petrin, Estér Góes, Georgia Gomide, Luiz Guilherme, entre outros atores. Escrita originalmente pelo cubano Felix Caignet e adaptada por Aziz Bajur e Jaime Camargo, O Direito de Nascer já ganhou várias versões para a televisão. Em 1997, O Direito de Nascer foi digirida por Roberto Talma e José Paulo Vallone e, desde então, aguardava um sinal verde de Silvio Santos para ir ao ar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.