SAMBAAlguma coisa acontece nesse tal telecoteco

OUÇA TAMBÉM

O Estado de S.Paulo

05 de maio de 2012 | 03h09

O NEGO E EU

Artista: Roberta Sá Álbum: Segunda Pele. Gravadora: Universal.

Preço médio: R$ 28.

CLARISSE GROVA E

AFONSO MACHADO

QUE TAL?

Gravadora: Rob Digital

Preço médio: R$ 25

EXCELENTE

Clarisse Grova é uma cantora de sensibilidade útil. Ao contrário dos que cantam cegos e surdos de amor, fazendo tudo com uma entrega inquestionável que acaba por criar uma linearidade não intencional que deixa a próxima canção em um registro exatamente igual àquela que acabou de cantar, Clarissa dá inteligência à sua emoção. Seu timbre é límpido, cheio de brilhos. Trabalha muito bem com a dinâmica de sua voz, colocando-a lá em cima na hora certa, desferindo um pingo de vibrato no final de uma frase certa. Firma uma proposta especial para cada música que canta, sem levá-las para a pastelaria. É uma craque pronta e já seria uma vitória da natureza por si só. Mas aí ela resolve gravar as músicas de um cidadão bandolinista e agora letrista chamado Afonso Machado, outro craque no assunto. E aí a coisa fica excepcional. São sambas, choros, sambas-canção e choros-canção harmonizados e arranjados com um brilho e uma originalidade que não se vê em qualquer roda de bar. Seriam até eruditos e distantes se não viessem do peito. Um discaço que pode ter seu auge em Que Tal? ou em Boêmio. Ou em Choraste? ou Prece. Ou em qualquer esquina dessas 12 faixas estonteantes. / J. MARIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.