Samba de roda chula mexe com o presidente

O presidente Luís Inácio Lula da Silva assistiu hoje, no Palácio do Planalto, a uma apresentação de um grupo folclórico e chegou a acompanhar o ritmo com os dedos, enquanto o presidente do Superior Tribunal de Justiça, Édson Vidigal, mexia com a cabeça, e o ministro da Cultura, Gilberto Gil, batia palmas no compasso da música. A apresentação do Grupo de Samba de Roda Chula os Filhos da Pitangueira, do município baiano de São Francisco do Conde, foi organizada para candidatar o samba de roda do recôncavo baiano à categoria de Obra-Prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade, programa da Organização das Nações Unidas para a Educação e Cultura (Unesco) que busca preservar manifestações culturais importantes ao redor do mundo. O Brasil também mantém, desde 2002, um programa de preservação do patrimônio imaterial. "A maior parte da cultura brasileira não é feita de coisas que possamos guardar em museus ou preservar pelo patrimônio histórico", disse Lula. Ele destacou a importância dos movimentos culturais do País, "não só como elemento de identidade nacional, mas também como força necessária e indispensável à consolidação do projeto de desenvolvimento de longo prazo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.