Samba da Viradouro acompanhará enterro de Dercy Gonçalves

Corpo da atriz já deixou a Assembléia Legislativa do Rio para ser levado para cidade de Santa Maria Madalena

Talita Figueiredo, de O Estado de S. Paulo,

21 de julho de 2008 | 10h53

Amigos, parentes e fãs da atriz e comediante Dercy Gonçalves velaram no domingo, 20, o corpo da artista no saguão da Assembléia Legislativa do Rio, no centro da cidade. Dercy, que tinha 101 anos, morreu na tarde de sábado.   Veja também:  Dercy é velada na Assembléia Legislativa do Rio 'Dercy era um exemplo de força', diz Adelaide ChiozzoGaleria de imagens da humorista  Dercy por Dercy     O corpo de Dercy deixou o prédio da Assembléia no final da manhã desta segunda, e será levado para Santa Maria Madalena, cidade onde ela nasceu. O caixão seguiu em cortejo pela Avenida Presidente Vargas, no centro do Rio, até a estação de trens da Leopoldina. Populares aplaudiram e saudaram a humorista.   O enterro está previsto para terça-feira, por volta do meio-dia, quando se comemora o dia da padroeira da cidade. Na hora do sepultamento, vai ser tocado o samba que a Viradouro fez, em 1991, em homenagem à atriz.   O governador do Rio, Sérgio Cabral, foi ao velório nesta manhã e prestou uma homenagem a Dercy. "Vou sempre lembrar de sua irreverência e a capacidade de demonstrar a sabedoria dessa irreverência e a sabedoria da alegria, a alegria de viver com bom humor".   A primeira a chegar ao velório foi a atriz e ex-vedete Virgínia Lane, de 88 anos, a melhor amiga de Dercy. "Fiz questão de ser a primeira. Quero que ela saiba que eu fui a primeira a cumprimentá-la", disse. O velório começou por volta das 10h30, com a chegada da única filha da atriz, Maria Dercimar Senra. Entre as coroas de flores enviadas à família, havia uma do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da primeira-dama Marisa Letícia.   A atriz Marília Pêra disse que vai sempre se lembrar da amiga com "uma grande gargalhada, um grande deboche". Marília vai dirigir um texto de Maria Adelaide Amaral sobre Dercy. " Não dá nem para ficar triste. Mesmo na hora da morte eu acho que a Dercy traz uma alegria para a gente. Para chegar a essa idade, ela dizia que a receita era trabalhar e saber dizer não. Dizia que ia morrer quando ela quisesse. Eu tenho a impressão que agora ela quis." .   O cantor Aguinaldo Timóteo também esteve no velório e lembrou de quando cantaram juntos num programa de televisão. "Ela era minha rainha. Cantamos e rimos muito. Só espero que os brasileiros nunca esqueçam de Dercy". O cantor e compositor Billy Blanco e o ator Stepan Nercessian também prestaram homenagens à humorista, entre outros atores e atrizes.   Dercy morreu na tarde de sábado no Rio. Ela foi levada para o Hospital São Lucas, em Copacabana, bairro onde morava, durante a madrugada. Segundo nota divulgada pelo hospital, Dercy chegou à unidade com sinas de "uma pneumonia comunitária grave", que, segundo os médicos, evoluiu rapidamente para um quadro de "sepse pulmonar e insuficiência respiratória". A atriz faleceu às 16h45, segundo informou o hospital.

Tudo o que sabemos sobre:
Dercy GonçalvesViradouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.