Salman Rushdie e Julian Barnes disputam Booker Prize

Salman Rushdie, Julian Barnes e Ian McEwan estão entre os 17 escritores finalistas de um dos principais prêmios literários de língua inglesa, o Man Booker Prize, conforme foi anunciado hoje em Londres. Outros nomes de peso são Zadie Smith e JM Coetzee, que também estão entre os concorrentes ao prêmio fundado em 1969. O melhor livro do ano será escolhido entre os escritores da Commonwealth, comunidade que reúne os países do Império Britânico e da Irlanda.Rushdie batalha pelo seu segundo Booker Prize com o livro Shalimar, o equilibrista Shalimar The Clown, que teve lançamento mundial aqui no Brasil, durante a recente Feira Literária de Paraty. Ele ganhou o Booker Prize em 1981, com o romance Os Filhos da Meia-Noite. O escritor nascido em Bombaim, na Índia, em 1947, de família muçulmana, foi criado na Inglaterra, e iniciou a carreira de escritor em 1971. Em 1988 recebeu outro prêmio importante, o Whitbread Prize, com o livro Os Versos Satânicos, que lhe rendeu também uma sentença de morte, fatwa, promulgada pelo aiatolá Khomeini, do Irã, por entender que sua obra blasfemava contra as crenças muçulmanas.O vencedor do Booker Prize de 2005 vai receber cerca de US$ 89,7 mil, além de um garantido aumento de vendas de seu romance nas livrarias. Entre os nomes da lista divulgada hoje estão quatro autores que já ganharam o Booker Prize em outras oportunidades e três que concorrem com seu primeiro romance.Um dos maiores favoritos é Julian Barnes, que foi indicado por seu romance sobre o século 19 Arthur & George. McEwan concorre com Saturday. Coetzee, que venceu o prêmio em 1983 e 1999, concorre com Slow Man e Smith concorre com On Beauty.McEwan venceu o Booker Prize em 1998 com Amsterdam e Kazuo Ishiguro, com The Remains of the Day, em 1989. Agora, ele foi indicado por Never Let Me Go.O vencedor será anunciado em 10 de outubro.Confira a lista dos candidatos: The Harmony Silk Factory, de Tash Aw The Sea, de John Banville Arthur & George, de Julian Barnes A Long Long Way, de Sebastian Barry Slow Man, de J.M Coetzee In the Fold, de Rachel Cusk Never Let Me Go, de Kazuo Ishiguro All For Love, de Dan Jacobson A Short History of Tractors in Ukrainian, de Marina Lewycka Beyond Black, de Hilary Mantel Saturday, de Ian McEwan The People´s Act of Love, de James MeekShalimar, o equilibrista, de Salman RushdieThe Accidental, de Ali SmithOn Beauty, de Zadie SmithThis Thing Of Darkness, de Harry ThompsonThis Is The Country, de William Wall

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.