Filipe Araujo/ Estadão
Filipe Araujo/ Estadão

Salão do Livro reúne autores, professores e pequenos leitores

De hoje até o dia 16, evento da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil discute, no Rio, a promoção da leitura

MARIA FERNANDA RODRIGUES, O Estado de S.Paulo

05 de junho de 2013 | 02h09

Com a presença de Ziraldo, Pedro Bandeira, Ana Maria Machado, Stella Maris Rezende, Guazzelli, Ilan Brenman, Rui de Oliveira, Marina Colasanti, Fernando Vilela, Thalita Rebouças, Ferréz, Fabrício Carpinejar, Lúcia Hiratsuka e Janaína Tokitaka, entre tantos outros escritores e ilustradores, começa hoje, no Rio, o 15.º Salão Nacional do Livro Para Crianças e Jovens.

Até o dia 16, pequenos leitores, pais e professores encontram, no Centro de Convenções SulAmérica, uma série de eventos - de contação de histórias para bebês a palestras sobre formação de leitores. Ao todo, 68 editoras estarão por lá vendendo livros. Organizado pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), o encontro terá como tema a ilustração e a Colômbia como país convidado - virão 6 ilustradores, 5 escritores e especialistas em leitura.

A homenagem é justa - é de lá que vem o modelo de biblioteca parque replicado, com sucesso, em locais como Manguinhos e Rocinha, no Rio, e no espaço onde funcionou o presídio do Carandiru, em São Paulo.

Elizabeth Serra, secretária-geral da FNLIJ, conta que uma das novidades desta edição será a exposição com trabalhos de 120 ilustradores. A última vez que a entidade organizou uma mostra semelhante foi há 20 anos para a Feira do Livro Infantil de Bolonha. Na exposição de agora, os pioneiros, uma retrospectiva histórica e alguns ilustradores em destaque. "O universo da ilustração cresceu enormemente no Brasil e foi preciso escolher alguns", comenta. O salão sempre valorizou esse trabalho, tanto que um dos espaços é dedicado à produção, ao vivo, de desenhos. Os ilustradores encaram a página em branco e a criançada assiste.

São esperados 17 mil alunos da rede municipal e 12 mil da rede particular. Todos sairão de lá com um livro na mão, garante a secretária. "Compramos 40 mil livros para distribuir para os estudantes." Professores da rede municipal ganharam cartões com crédito a ser gasto na feira. A ideia é manter atualizado o acervo das escolas.

Uma série de eventos para educadores e profissionais do mercado editorial será realizada paralelamente à programação de encontros com os autores, que terá seu momento de histeria garantido com a presença de Ziraldo e Thalita Rebouças. Serão debatidos, nos seminários, temas como a formação de leitores, a democratização do acesso à leitura entre os deficientes visuais e a literatura indígena.

Experiências latinas na área de formação de leitores serão apresentadas por pesquisadores do México, Cuba, Bolívia, Peru, Equador, Venezuela, Argentina, Uruguai e Guatemala. No 4.º Encontro Nacional do Varejo do Livro Infantil e Juvenil, destaque para o e-book e para a discussão sobre como as livrarias podem atrair os jovens para seus espaços. Graciliano Ramos e a obra Ou Isto Ou Aquilo, clássico de Cecília Meirelles, também têm destaque na programação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.