Salão de Humor de Piracicaba chega à 30ª edição

Balzaquiano, abre-se neste sábado, às 20 horas, no Armazém 14 do Parque Engenho Central (Avenida Maurice Allain, 454), o 30.º Salão Internacional de Humor de Piracicaba, o maior do País e um dos mais tradicionais da América Latina, realizado há 29 anos. Mais de 400 artistas de 30 países inscreveram 2 mil trabalhos para o concurso de Piracicaba, e 221 deles foram selecionados para exposição. Os melhores serão anunciados amanhã, durante a cerimônia de abertura, nas categorias cartum, charge, caricatura e tiras. Só depois da premiação é que a exposição será aberta ao público. Presidido este ano pelo cartunista Gualberto Costa (um dos idealizadores do Museu de Artes Gráficas, aberto no ano passado em São Paulo, que terá seu acervo exposto no salão), a exposição tem novidades. Extinguiu-se a categoria Histórias em Quadrinhos - que chegou a não ter premiados em edições recentes, presumidamente por falta de qualidade dos inscritos -, criou-se a de Tira de Humor e consolidou-se o prêmio para os trabalhos na internet, que existe desde meados dos anos 90. Os trabalhos selecionados ficarão expostos até o dia 19 de outubro. São 84 cartuns, 51 charges e 86 caricaturas, escolhidos por um júri que contou com Ziraldo, Zélio, Cássio Loredano (colaborador do Estado), Adão Iturrusgarai, Mariano, Cau Gomes, Santiago, Edgar Vasques, Ubiratan, Angeli, Camilo Riani, Dálcio Machado, Fernando Gonsales, Carcamo, Laerte, Toninho Mendes, Antonio Antunes, Sonia Luyten e Joseph. Serão premiados o primeiro e segundo colocados de cada categoria, que receberão R$ 2 mil e R$ 1 mil. O Prêmio Unimed dará R$ 2 mil ao melhor autor de um desenho sobre o tema Saúde. E o Prêmio Internet/Unimep, também de R$ 2 mil, onde o internauta poderá escolher o melhor entre seis trabalhos (disponíveis no site www.magnoarte.com.br). Cássio Loredano terá uma sala especial com a exibição de trabalhos escolhidos. Em junho, Loredano já recebera dois prêmios do troféu HQ Mix (como caricaturista do ano e autor do melhor livro de caricaturas). Outras salas especiais são dos cartunistas Laerte e Cau Gomes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.