"Saia Justa" não terá censura

O programa Saia Justa, queestreou quarta-feira, promete colocar o GNT numa saia-justa.Mônica Waldvogel, a mediadora e mentora da atração, garante quenão haverá censuras. Marisa Orth, Rita Lee e Fernanda Youngpoderão falar o que quiserem, que o Departamento Jurídico docanal terá de segurar a onda. Na estréia, Rita Lee falou mal deRoseana Sarney e Fernanda Young estendeu a crítica ao PFL. Asapresentadoras se sentiram muito à vontade no bate-papo. "Faziatempo que eu não tricotava com mulheres", diz Rita Lee. "Meuuniverso é masculino." O diretor Ric Strower afirma que cadaedição do Saia Justa será diferente. "Há também apossibilidade de recrutar mais uma mulher, já que a Rita Lee nãopoderá estar sempre presente", conta. O diretor não citounenhum nome.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.