AP
AP

Sai lista de indicados ao Globo de Ouro

'12 Years a Slave' e 'Trapaça' lideram com sete indicações - 'House of Cards' pode levar quatro troféus

O Estado de S.Paulo

13 de dezembro de 2013 | 02h11

Prévia do que pode acontecer no Oscar, o 71.º Globo de Ouro, marcado para dia 12 de janeiro, teve sua lista de indicados anunciada ontem, em Los Angeles, pelos atores Aziz Ansari, Olivia Wilde e Zoe Saldana.

Entre os filmes e séries de TV preferidos da Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood, os que têm mais chance de receber láureas são os longas 12 Years a Slave e Trapaça, ainda inéditos no Brasil, com sete indicações cada. Produzida para a internet, a série House of Cards, do Netflix, concorre em quatro categorias, assim como o telefilme Behind the Candelabra, da HBO.

Comandado por Steve McQueen, que concorre como diretor, 12 Years a Slave conta a trajetória real de Solomon Northup, um negro livre capturado e vendido como escravo nos EUA, vivido por Chiwetel Ejiofor. "O elenco e a equipe trabalharam duro para acender uma luz sobre a história de um herói norte-americano esquecido", declarou o cineasta ao receber as indicações.

Trapaça, previso para estrear no Brasil em fevereiro de 2014, mostra a situação de dois trambiqueiros obrigado a trabalhar para o FBI. O longa tem direção de David O. Russel, também indicado. Na disputa pelo título de melhor cineasta, estão ainda Alfonso Cuarón, por Gravidade, Paul Greengrass, por Capitão Phillips, e Alexander Payne, por Nebraska, com estreia marcada para o final de janeiro.

A premiação, que será novamente apresentada por Tina Fey e Amy Poehler, separa filmes, séries e atores por drama e comédia ou musical. Na categoria de melhor ator de drama, está o britânico Idris Elba, protagonista de Mandela: Long Walk do Freedom, sobre a vida do líder sul-africano, morto na semana passada. "Gostaria de agradecer ao Mandela, que será lembrado para sempre", disse o artista, que também disputa o troféu de melhor ator de telefilme ou minissérie, com Luther, atração de TV em que vive um investigador de assassinatos.

Na leva de personagens históricos, está ainda Ron Woodroof, protagonista de Dallas Buyers Club, interpretado por Matthew McConaughey. Diagnosticado com aids nos anos 1980, o eletricista norte-americano pesquisou sobre remédios para diminuir o efeito da doença e criou uma organização para distribui-los ao redor do mundo. "Ele foi um revolucionário para o espírito humano", derrete-se McConaughey.

Internet. Assim como no Emmy, mais importante premiação da TV norte-americana, House of Cards abre uma janela para as produções feitas fora da televisão linear. A série, cuja segunda temporada terá estreia mundial em 14 fevereiro, concorre como melhor atração de drama, além de ator, com Kevin Spacey, atriz, com Robin Wright, e ator coadjuvante, com Cory Stoll

A série do Netflix vai brigar com os hits da crítica de TV deste ano, como Breaking Bad e Masters of Sex. Na categoria estão ainda produções veteranas, como The Good Wife e a britânica Downton Abbey./COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.