"Sai de Baixo" pode acabar no próximo ano

Após cinco anos de exibição semanal, parece que a fórmula do programa Sai de Baixo se esgotou. A interação com o público e o improviso já não são mais suficientes para manter o programa que, nos primeiros anos, chegou a 50 pontos no ibope. Hoje, não passa dos 25.O diretor Denis Carvalho não confirma nem desmente o fim da atração. ?Tudo vai depender da disposição dos atores?, afirma. Mas admite: ?É muito difícil, depois de cinco anos, criar uma história diferente a cada semana.?Para tentar retomar o sucesso, algumas mudanças foram feitas. A tradicional família, que se metia em confusões em uma sala de estar, foi parar em um bar chamado Arouche?s Place. Mas nem assim adiantou. ?A volta para o apartamento de Vavá (Luiz Gustavo) foi inevitável?, afirma o roterista Juca Filho. ?Chegou uma hora que o públicou percebeu que não daria certo tirar a família da casa.?A direção está ciente de que o programa, que já mostra sinais de estar saturado, dificilmente terá o sucesso e o ibope que tinha há dois ou três anos. Uma das últimas saídas para tentar levantar a audiência foi trazer Claudia Jimenez de volta. Ela não aparecerá mais como Edileuza, a empregada doméstica, mas sim como ganhadora da loteria, mais rica do que nunca. É uma tentativa de aposentar o batido bordão ?Cala a boca, Magda?.As mudanças no Sai de Baixo não ficaram só por conta do cenário. Denis Carvalho, confirma que José Wilker, um dos diretores, deixou o posto recentemente e Jorge Fernando assumiu provisoriamente em seu lugar. ?Adorei comandar o programa, mas estava nervoso, parecia que nunca tinha dirigido antes?, contou Jorge. ?Eu admiro e respeito muito os atores.?Quem saiu ganhando nessa história toda foi a platéia que estava presente na mais recente gravação. Jorge Fernando, dirigindo pela primeira vez o programa, fez o público delirar no ?aquecimento?. ?Antes de começar, ensinei todos a rir, a bater palma e a relaxar?, brinca. Denis aprova a atitude de Jorge e vai além: ?Não duvido se, daqui a pouco, ele estiver no palco mostrando a bunda e a barriga ao lado do elenco.?Caso o programa saia do ar, tanto Denis Carvalho quanto Juca Filho acreditam que ele deve ser substituído por outro na linha das sitcom. Tudo para a emissora não perder o horário que conquistou e que, por sinal, virou uma mina de ouro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.