Sai coleção policial criada por mulheres

A escritora inglesa Agatha Christieencontrou discípulas no Brasil. A coleção Elas São de Morte,cujos três primeiros volumes acabam de sair pela Editora Rocco(R$ 24,00 cada um), vai na trilha da criadora de Hercule Poirot,com histórias policiais escritas só por mulheres, a maioriadelas estreando no gênero, embora veteranas na lida com aspalavras. Uma Aula de Matar, de Ana Arruda Callado; O Jantar daLagartixa, de Atenéia Feijó, e O Primeiro Crime, de CarmemMoreno, seguem a receita básica da literatura criminal: há umcadáver, muitos suspeitos e um final surpreendente. A idéia é da jornalista Denise Assis, ela mesmo autora deVende-se um Vestido de Noiva, um dos cinco volumes previstospara 2004. Mas o padrinho da coleção é José Louzeiro, consagradoescritor de romances de suspense (ou não) que começou nacobertura de polícia na imprensa diária. Denise fez um curso deroteiro com ele que, ao mesmo tempo, incentivava a amiga AnaCallado, que também vem do jornalismo mas especializou-se embiografias. A atriz Tessy Callado, enteada de Ana, e ElieneNarducci, também participavam das conversas."De repente, tínhamos, cada uma, um livro pronto. Bolei o nome, Elas São de Morte e o restanteficou por conta da visão de Paulo Rocco", conta Denise. Ana Callado situa UmaAula de Matar no meio acadêmico, do qual ela faz parte há duasdécadas, e consegue prender a atenção até o último minuto.Desenha um retrato cruel e carinhoso de personagens que sedigladiam no Departamento de Literatura de uma universidadepública carioca, às vésperas deum concurso para professor titular. O Jantar da Lagartixa começa com uma mortenatural. A aventura parte do Rio,vai para a Amazônia e, na maior parte do tempo, fica-se emdúvida se a personagem principal, uma fotógrafa premiada, segueseus delírios ou pistas reais de um crime perfeito. "A causaecológica entra naturalmente na trama para sustentar um clima desuspense bem brasileiro", adianta Atenéia. Carmem Moreno escreveu influenciada pelo cinema, numahistória que vai e volta no tempo, para um desfecho quesurpreende de tão clássico. "O Primeiro Crime, que começa com adescoberta de um esqueleto num sítio na vizinhança do Rio, dápistas desde o início de quem é o assassinado e quem é oassassino, mas é difícil parar de ler porque o leitor torcepelos possíveis culpados, querendo que eles consigam arrumar umálibi e se livrar da acusação. Não chega a ser Crime e Castigo mas segue a trilha com bastante fôlego." Ainda devem sair livros de DeniseAssis, Scarlet Moon, Regina Zappa, Heloísa Marra, MárciaCezimbra, Maria Carmem Barbosa, Fátima Valença, Tessy Callado,Mary del Priori e Denise Bandeira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.