Reprodução
Reprodução

Saem nomes de artistas premiados do Instituto Tomie Ohtake

Obras de três jovens artistas foram selecionadas entre 267 concorrentes de 12 Estados

Teresa Ribeiro, estadão.com.br

06 de agosto de 2010 | 16h08

O Instituto Tomie Ohtake anuncia nesta sexta, 6, os três vencedores da segunda edição do Prêmio EDP nas Artes, cujos trabalhos expõe até o dia 5 de setembro, juntamente com os dos 14 finalistas. Concorreram 267 jovens artistas de 12 Estados brasileiros.

 

O mineiro Lucas Dupin foi o vencedor, com a obra 'Sala de Leitura', uma fotografia digital a partir de uma instalação, e ganhou como prêmio uma bolsa de dois meses no The Banff Centre, no Canadá. O paulista Theo Craveiro, que obteve o segundo lugar, ganhará uma viagem ao exterior pelo programa Dynamics Encounters. O terceiro lugar coube ao também paulista Daniel de Paula e a menção honrosa à paraibana Íris Helena. Os artistas ganham também um prêmio desenhado pelo artista Artur Lescher e terão sua produção acompanhada por um crítico durante um ano.

 

O júri do prêmio foi composto por Agnaldo Farias, curador do Instituto Tomie Ohtake e da 29.ª Bienal, as artistas plásticas Ana Paula Oliveira e Carla Chaim, o diretor da Galeria Millan André Millan, o curador Jacopo Crivelli Visconti e pesquisadora Fernanda Albuquerque e Stela Barbieri, diretora da área educacional do Tomie Ohtake.

 

Instituto Tomie Ohtake  -Av. Faria Lima 201 (entrada pela Rua Coropés 88) - Pinheiros - São Paulo. Tel: 2245-1900

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.