Saatchi diz que ainda adora apresentadora de culinária Nigella Lawson

O milionário negociante das artes Charles Saatchi disse num tribunal nesta sexta-feira que ainda "absolutamente adora" a sua ex-mulher e apresentadora de programa de culinária na TV Nigella Lawson, apesar do divórcio do casal em julho.

Reuters

29 de novembro de 2013 | 18h46

O casal terminou o casamento de 10 anos e Saatchi aceitou uma advertência policial, depois de os jornais divulgarem fotos dele com as mãos em volta do pescoço dela num restaurante londrino, em junho.

Os comentários de Saatchi se deram durante o julgamento das assistentes do casal, as irmãs italianas Elisabetta e Francesca Grillo, que são acusadas de fraude por gastar mais de um milhão de dólares, em quatro anos, com cartões de crédito emprestados pelos dois.

Elas negam a acusação. Os advogados das duas alegam que havia um entendimento de que as irmãs poderiam gastar o que quisessem desde que não contassem a ninguém sobre o suposto uso de drogas de Nigella Lawson.

Saatchi, de 70 anos, disse no tribunal que não sabia se a ex-mulher, de 53 anos, usava drogas. O julgamento será retomado na quarta-feira.

(Reportagem de Alexander Winning)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTESAATCHIJULGAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.