Russos dançam ao som de música brasileira

O chorinho "Noites Cariocas", de Jacob do Bandolim, abriu, ontem, o repertório do show de Armandinho e Yamandu Costa no T-Modul, dentro da exposição Moda Brasil-Rússia. Armandinho, com a guitarra baiana, e Yamandu, com o violão, foram intensamente aplaudidos pela platéia composta por aproximadamente 1.500 pessoas. Depois, seguiu-se um mix de chorinho, frevo e MPB, com composições de Ernersto Nazareth, Dorival Caymmi, Geraldo Vandré e Waldir Azevedo. Ao final do espetáculo, a tímida e desajeitada platéia russa não resistiu e acabou dançando ao estilo "brasileirinho". Os dois músicos, que ora tocaram em dupla, ora individualmente, chegaram a soltar umas frases bem humoradas ao público russo e criaram, em liguagem certamente não entendida pela platéia, um duelo de instrumentos "Bahia x Grêmio", em que a guitarra do baiano Armandinho provocava com o hino do seu clube favorito de futebol e o gaúcho Yamandu respondia com solos de violão, executando o hino do seu time.Antes de seguir para o show, eles foram a uma emissora de rádio local, onde deram entrevista, tocaram e receberam inúmeros telefonemas de ouvintes que queriam conhecer um pouco mais da música brasileira. Mas por muito pouco o espetáculo não teria acontecido, depois que a bagagem com os instrumentos de Armandinho desapareceu por dois dias. O vôo que trouxe o músico fez uma conexão no aeroporto de Frankfurt (Alemanha), onde as bagagens ficaram e só foram enviadas a Moscou hoje, a poucas horas do início do evento.Sob a ameaça de não ter instrumento para tocar hoje, Armandinho, sem esboçar qualquer intranquilidade, ensaiou ontem com uma balalaica, instrumento de cordas típico da cultura russa. "Tentei tocar Brasileirinho, mas não deu. A balalaica que eles têm aqui é de brinquedo, para turista, e não afina", brincou o músico. O show faz parte da programação da Moda Brasil-Rússia, exposição trazida a Moscou pela Agência de Promoção das Exportações (Apex), com o objetivo de divulgar a imagem do Brasil na Rússia. Além do show, está instalado no pavilhão o "Bar Brasil", com a degustação de bebidas brasileiras como capirinha e café. A feira se realiza até o dia 28, com exposição de produtos do setor de moda, incluindo vestuário, jóias e calçados. As informações são da Radiobrás.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.