Rússia anuncia medidas para recuperar Bolshoi

O presidente russo Vladimir Putin anunciou hoje medidas para renovar e reformar o Teatro Bolshoi de Moscou. Deverão começar em 2001 as obras de recuperação do edifício, orçadas em US$ 200 milhões. Até lá será designado um diretor-geral para comandar o Bolshoi. O anúncio não esclarece o que acontecerá com atual cúpula do teatro, formada pelo diretor artístico Vladimir Vassiliev e pelo diretor técnico Vladimir Kokonin.Daqui para frente, como determinou Putin, o Bolshoi deixará de ser subordinado diretamente à presidência e passará à esfera do Ministério da Cultura, atualmente ocupado por Mijail Shvidkoi. Caberá a ele nomear o futuro diretor-geral.O Teatro Bolshoi, o mais consagrado da Rússia, atravessa hoje uma de suas piores crises, tanto do ponto de vista financeiro como artístico, conforme observadores internacionais. Em março, o próprio Vassiliev já havia feito um dramático apelo a organizações culturais do mundo todo para que ajudassem a reerguer o Bolshoi. Na Alemanha e França, entre outros países, realizaram-se desde então uma série de espetáculos em benefício do teatro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.