Roubada uma das mais valiosas esculturas do mundo

A polícia federal da Áustria lançou neste domingo uma operação de busca para capturar os ladrões que invadiram o Museu de História da Arte de Viena e roubaram a escultura de ouro conhecida como ?Saliera?, de Benvenuto Cellini, do século 16, uma das valiosas do mundo. Segundo a imprensa austríaca, um ou mais ladrões quebraram uma janela do primeiro andar do museu, por onde entraram, destruíram uma urna de vidro e tiraram a escultura, de 26 centímetros de comprimento. O valor estimado da peça é de US$ 57,5 milhões, mas, segundo o diretor do museu, Wilfried Seipel, sua importância artística e histórica a torna inestimável _ e impossível de ser vendido no mercado de arte regular. A escultura é formada por um receptáculo simbolizando um navio que carrega sal e tem, de um lado, uma figura masculina que representa o mar e, de outro, uma feminina que representa a terra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.